Ruínas da Sé Primacial do Brasil

As ruínas da Sé Primacial do Brasil

Neste dia que simboliza o Descobrimento do Brasil, algo simbólico e primitivo em Salvador e que remete a esse longínquo tempo são as ruínas da Sé Primacial do Brasil ou Igreja da Sé ou Sé de Palha, primeira Catedral do Brasil edificada no século XVI.

A sua construção iniciou-se em 1552 pelos jesuítas e após diversas ampliações e reformas, a Catedral da Sé ficou conhecida pela sua virtuosidade, dimensão e uma ostentação particular, sendo considerada o templo mais grandioso das Américas no século XVIII.

A Sé, devido a sua suntuosidade e proporções amplas necessitava de reparos contínuos, porém devido a omissão política, os cuidados não aconteciam a contento. No inicio do século XX, com a perspectiva de direcionar a cidade de Salvador para a era do desenvolvimento e assim, anular e retirar os grilhões do passado, algumas construções foram demolidas dando passagem à modernidade. A Companhia Linha Circular de Carris da Bahia que almejava expandir os trilhos do bonde em linha reta e ligar a Av. Sete de Setembro às ruas do Centro Histórico, o que torna a Sé um empecilho para a realização deste projeto.

Apesar de historiadores, críticos de artes, pesquisadores e a população baiana iniciarem uma série de debates na tentativa de impedir que este movimento destruísse edificações de importância histórico-cultural da cidade, em 1933, num ato infeliz de impulso modernista, no governo de José Joaquim Seabra, a “Sé Primacial do Brasil” foi demolida.

Uma jóia perdida que virou uma fratura exposta no coração de Salvador.?

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *