Lavagem do Bonfim: o maior símbolo do sincretismo religioso baiano

Quer uma dica para começar bem o ano, mergulhando no âmago do sincretismo religioso baiano, onde o sagrado e profano se misturam e caminham lado a lado? Não há oportunidade melhor que a Lavagem do Bonfim, uma das principais manifestações culturais da Bahia. A festa de caráter afro-católico, se repete desde 1754, e já sofreu modificações para se adequar às duas religiões.

Originalmente, o interior da Igreja era lavado, mas hoje as portas da Igreja permanecem fechadas e as baianas despejam água de cheiro nos degraus e no adro, num gesto simbólico de purificação. Tudo ao som de toques e cânticos de caráter afro-religioso, com um toque ecumênico.

Caminhada

A Caminhada sairá nesta quinta-feira (11/01), da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, conduzindo a imagem de Nosso Senhor do Bonfim até Basílica Santuário, no alto da Colina Sagrada, no Bonfim. Este ano o andor será decorado com milhares de fitinhas do Sr. do Bonfim com os pedidos de fiéis e o lema será “Banhando a Cidade do Salvador de Solidariedade e Paz”. O cortejo será puxado pela Oficina de Frevos e Dobrados, com  regência do maestro Fred Dantas.

A saída está programada para às 8h da Igreja da Conceição da Praia. Na chegada, a imagem será recebida com apresentações de músicas religiosas no adro da Igreja do Bonfim. Os membros da irmandade farão o acolhimento das baianas, com a entrega das vassouras para a tradicional Lavagem do Adro da Basílica.

Após a lavagem, a imagem peregrina do Senhor do Bonfim ficará próxima à porta principal para veneração pública até às 18 horas.

Parada Obrigatória

Os fiéis que acompanharem a caminhada terão à disposição o espaço Parada Obrigatória, que funcionárá em frente a Praça do Nosso Senhor do Bonfim no Centro Comunitário. Lá o público terá acesso a food trucks e, na área coberta, será servida a Feijoada da chef Leka. A banda Rio Vermelho fará a animação.

Outras opções são o Santo Café – Cultura e Arte, servindo lanches, sucos, salgados e doces, que funciona no Espaço Casa dos Romeiros, ao lado da Igreja do Bonfim; e a Vila Criativa, que oferecerá sarapatel, feijoada, acarajé e abará, com a participação do DJ Denison. O Espaço do Artesanato também estará funcionando, comercializando lembranças do Bonfim e da Bahia.

Novena

A novena será retomada no dia 12 (sexta-feira), sendo repetida no sábado (13) seguida da tradicional apresentação dos Ternos de Reis, à noite, na Praça do Bonfim. Dia 14, domingo, será o dia maior da festa, com alvorada às 5 horas e missa às 5h, 6h, 7h30 e 17h. A mssa solene acontece às 10 horas, presidida pelo arcebispo primaz do Brasil, D. Murilo Krieger.

Às 16 horas será realizada a Procissão dos Três Pedidos, com saída da Igreja dos Mares em direção à Colina Sagrada – na chegada serão realizadas três voltas em torno da Basílica Santuário do Nosso Senhor do Bonfim. O encerramento contará com queima de fogos de artifício.

 Foto: @rafaella_domingues

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =