Machu Picchu: Informações práticas

Machu Picchu: Informações práticas

Nesse post, a gente falou um pouco sobre a história e os mistérios que envolvem Machu Picchu e que, tanto tempo depois, ainda não foram totalmente desvendados.

No post de hoje, nós vamos dar algumas informações práticas e falar sobre Machu Picchu em si. Vumbora?!

Primeiramente é preciso dizer que Machu Picchu é um lugar incrível! Não é porque ele é uma das novas maravilhas do mundo moderno. Não é porque, para os peruanos, ele é praticamente considerado um santuário e ele proporciona uma imersão incrível em uma cultura tão antiga e ainda tão presente.

Machu Picchu: O que você precisa saber

Machu Picchu tem uma energia impressionante que só indo lá para sentir. Afinal, quantas histórias podem guardar aquele lugar esquecido durante tanto tempo? E qual é a sua verdadeira história? Certamente, nunca saberemos.

Machu Picchu: O que você precisa saber

E é todo esse mistério que faz desse passeio uma experiência tão marcante e enriquecedora. Por isso, vá e se permita sentar e contemplar cada detalhe, vão e vista sem pressa e aproveite MUITO cada segundo dentro do parque, porque certamente você não irá mais voltar ali. Faça silêncio (e todos os guias recomendam!) e não se preocupe em tirar muitas fotos. As melhores lembranças serão as que ficarão guardadas na sua memória e na sua imaginação.

Machu Picchu: Informações práticas

❓Como ir de Cusco a Machu Picchu?

Existem algumas formas. Você deve pegar um ônibus, carro ou transfer de Cusco até Poroy, Urubamba ou Ollantaytambo. A partir desses lugares, pegar um trem para Águas Calientes.

Águas Calientes é a cidade base para subir a Machu Picchu. Estando em Águas Calientes, é só pegar um ônibus até Machu Picchu, que fica bem perto. Tem até gente que sobe e desce andando, uma loucura que não recomendaria de forma nenhuma.

Para ir de Cusco a Ollantaytambo, que foi o meu caso, você pode comprar o passeio diretamente aqui.

❓Como ir de Ollantaytambo para Machu Picchu?

A viagem de trem de Ollantaytambo até Aguas Calientes dura cerca de uma hora e meia e é uma viagem relativamente tranquila, apesar da estrada sinuosa. Esse trajeto é muito bonito só que, infelizmente, eu o fiz à noite (depois de um dia de passeio pelo Vale Sagrado) e não pude apreciar esse visual. Foi uma pena. Por isso, se você puder chegar em Aguas Calientes de dia para curtir até um pouco mais esse vilarejo, melhor.

As passagens de trem para Aguas Calientes podem ser compradas no Inca Rail (https://incarail.com/) ou no Peru Rail (http://www.perurail.com/).

❓Tenho que dormir obrigatoriamente em Aguas Calientes ou posso fazer um bate e volta de Ollantaytambo ou Cusco?

Não é porque Aguas Calientes (Machu Picchu Pueblo) é um vilarejo pequeno e muito gostoso que você deve pernoitar lá e curtir um pouco mais essa vilazinha. Um bate e volta além de extremamente cansativo, não te dará condições de aproveitar as ruínas de Machu Picchu como elas devem ser feitas, sem pressa.

Machu Picchu: Informações práticas

Aguas Calientes é uma verdadeira delícia! Seja de dia ou de noite, o vai e vem dos turistas e suas expectativas em subir até Machu Picchu fazem desse vilarejo um lugar único e especial, com uma energia indescritível.

Machu Picchu, Aguas Calientes

As pousadinhas são uma delícia e nas ruas tem diversas pessoas fantasiadas dando um clima mais espetacular a esse local!

Machu Picchu: Informações práticas

Imagine que eu cheguei de trem de Ollantaytambo perto da meia-noite, havia faltado energia em toda a cidade e foi nesse clima que fomos procurar a pousada. Eu e dezenas de pessoas na mesma situação. Foi demais! Ao chegar à pousada, estava frio e ainda não tinha energia. Fiquei no dilema entre tomar (ou não) banho frio, rs. Depois de horas pensando, vi que o nome Aguas Calientes não é à toa. As águas são mornas naturalmente, quase me matei ao constatar essa obviedade, rs. Fiquei tão tensa e depois aliviada com isso tudo que nessa noite não dormi. ?

4h da manhã já estava pronta para subir Machu Picchu e Huayna Picchu. Queeee dia!

❓Como comprar ingresso de trem para Machu Picchu? 

A melhor opção é você comprar diretamente no site oficial (http://www.machupicchu.gob.pe/). Lembre-se que o número de ingressos à venda para o parque é limitado, sendo só permitido  2.500 visitantes por dia. É preciso comprar os tickets antecipados, visto que na entrada do parque não há bilheteria.

Se você for fazer a trilha que sobe à montanha de Huayna Picchu, é preciso comprar o ingresso específico (Machu Picchu + Huayna Picchu). Eu amei fazer essa trilha e recomendo muito. Você verá uma Machu Picchu ainda mais impressionante. Eu falo sobre essa experiência nesse post Huaynna Picchu.

‼O que é mais importante na visita à Machu Picchu

Se eu tivesse que dar a mais principal das dicas, sem dúvidas, é que vale muito a pena você madrugar para subir para Machu Picchu de manhã, bem cedo. Muita gente (inteligente!) faz isso. Isso permite que  você explore as ruínas com mais liberdade, sem muitas pessoas e que você tire ótimas fotos. Quanto mais tarde vai ficando, você vai ver como vai enchendo de gente e fica ruim de andar e aproveitar toda aquela maravilha.

Machu Picchu - O que fazer

O porém de ir cedo é a neblina que fica bem baixa e essa névoa atrapalha um pouco tanto a observação do santuário no horizonte quanto às fotos. Mas rapidinho o sol vai saindo e fica tudo (ainda) mais lindo. Ah, e se for no verão, o sol mais quente também interfere um pouco, mas dá pra relevar.

‼Outras informações

– Vá com roupas leves, use filtro solar, leve lanches, água, pois o preço da única lanchonete no parque é bem salgado.

– Não há banheiro nas ruínas. Apenas na lanchonete embaixo, na entrada.

– Contrate um guia local. Eles são muito gente boa e dão informações preciosas de cada lugarzinho de Machu Picchu. Sem contar que já agiliza a compra do ônibus que você irá subir.

– Por se situar no topo de uma montanha, a subida para Machu Picchu é pesada e bem íngreme. As curvas são surreais. Dá medo ao mais corajoso. Não olhe pro lado porque o negócio é tenso, mas os motoristas tiram de letra. Eu só me dei conta melhor desse despenhadeiro porque subi até Huayna Picchu, a montanha que você ver Machu Picchu de cima.

Machu Picchu, Aguas Calientes

– Estando em Machu Picchu, você não se encantará apenas com as ruínas incas. A cadeia de montanhas que circundam esse lugar também é deveras fascinante!

Machu Picchu: Informações práticas

– Na saída do parque, claro, dê aquela de turista que você é, e bata o carimbaço de Machu Picchu no seu passaporte. Não tem nada a ver com controle de imigração. É só pra você ter mais uma lembrança desse lugar extraordinário. E uma ótima viagem!

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *