O que fazer em Bath

O que fazer em Bath, a cidade georgiana da Inglaterra

O que fazer em Bath? Como falei em outro post, conheci Bath junto com Windsor e Stonehenge. Na minha programação de viagem para a Inglaterra, não havia colocado nem Windsor nem Stonehenge no meu roteiro. Mas acabou surgindo uma oportunidade de fazer as três cidades em um único dia e acabei embarcando nessa.

Apesar de ter amado Windsor, quando cheguei à Bath lamentei demais não poder passar, pelo menos, um dia inteiro e uma noite na cidade. Eu já havia lido e visto algumas coisas, mas não imaginava o quanto ao vivo ela seria absurdamente impressionante e apaixonante. Tudo em Bath é quase anormal, diante das suas particularidades arquitetônicas. Dos interiores que conheci na Inglaterra, Bath, pra mim, é uma das cidade mais admirável, encantadora e arrebatadora!

O que fazer em Bath

Quando cheguei em Bath, o som que esse senhor fazia ao centro calou a praça…

Um pouquinho de Bath

A Grã-Bretanha está repleta de belas cidades, mas poucas joias preciosas se comparam à Bath. Lar de algumas das maiores arquiteturas georgianas do país – para não mencionar um dos balneários romanos mais bem preservados do mundo – esta cidade esguia e sofisticada, fundada sobre fontes termais naturais, tem sido uma atração turística por quase 2000 anos.

Com seus famosos terraços georgianos, águas termais, chás cremosos e Jane Austen (escritora inglesa  que tem Bath como pano de fundo de alguns dos seus romances), não se pode dizer que Bath não esteja na rota turística do Reino Unido. Seus encantos tipicamente ingleses atraem visitantes de todo o mundo e tem tantos edifícios históricos que a cidade inteira foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Você não precisa gastar uma fortuna para ter um dia (ou algumas horas) inesquecíveis em Bath. Há muito o que fazer e a maioria é totalmente gratuito; e aqui vão as nossas dicas sobre o que fazer em Bath.

O que fazer em Bath

1. The Romans Baths – Banhos romanos

As termas romanas é a principal atração de Bath e a única dessa lista que é paga. Em estilo tipicamente ostensivo, os romanos construíram um complexo de casas de banho acima das três fontes termais naturais de Bath, que emergem a uma temperatura constante de 46° C. Situado ao lado de um templo dedicado à deusa de cura Sulis-Minerva, os banhos/termas agora formam um dos spas romanos mais bem preservados do mundo e são cercados por prédios dos séculos XVIII e XIX.

O que fazer em BathO que fazer em Bath

O coração do complexo é a Great Bath, uma piscina revestida de chumbo cheia de vapor, água geotermicamente aquecida da chamada “Primavera Sagrada”, a uma profundidade de 1,6 m. Embora agora ao ar livre, a terma teria originalmente sido coberta por um teto abobadado de 45 metros de altura.

O que fazer em Bath O que fazer em Bath

Ao redor dessa grande piscina (leste e oeste), há diversas seções escavadas revelando o sistema de hipocausto (calefação) que aquecia as salas de banho. O banho do Rei foi adicionado em algum momento durante o século 12 e, todos os dias, 1,5 milhão de litros de água quente ainda vazam na piscina. Abaixo da Sala da Bomba estão os restos do Templo de Sulis-Minerva. 

O que fazer em Bath

Ainda nesse complexo há um museu exibindo artefatos descobertos no local. Fique atento à famosa cabeça de bronze dourada de Minerva e à impressionante cabeça de gorgon esculpida, bem como a algumas das 12.000 moedas romanas lançadas na primavera como oferendas à deusa.

À primeira vista, pode até ser muito fora da nossa realidade essas termas e toda a história desse complexo, mas é uma visitação bastante interessante e as exposições são bem interativas.

O que fazer em Bath

A entrada para as Termas/Banhos Romanos inclui um guia de áudio, com comentários em oito idiomas e tem em português! Valor: £16,50. No verão (junho a agosto), custa £17,50. Compre antecipado aqui.

2. Maravilhe-se com uma verdadeira obra prima georgiana

Aiii, nada é melhor em Bath que andar pelas suas ruas, pois o que mais encanta na cidade, sem dúvidas, é a arquitetura georgiana dos seus principais prédios. Depois dos romanos, os georgianos gostaram muito dessa cidade termal durante o século XVIII.

O que fazer em Bath

Os germanos, então, começaram a utilizar o famoso calcário para construir prédios elaborados e ornamentados, incluindo Circus (um círculo de grandes moradias), as Salas de Assembleias (onde você encontrará o Museu da Moda) e as Salas de Bombas. Um destaque especial dessa arquitetura em Bath é o Royal Crescent, que falo logo abaixo.

3. Royal Crescent

Bath é provavelmente mais famosa por suas construções/crescentes georgianos, que pelas suas termas romanas, pelo menos pra mim. De todos os prédios georgianos de Bath, nenhum impacta mais que o Royal Crescent, uma fileira curva de 30 terraços georgianos, adornados com 114 colunas jônicas e molduras palladianas, um verdadeiro espetáculo para ser visto e apreciado em sua ida à Bath e guardado para sempre em sua memória!

O que fazer em BathO que fazer em Bath

O monumento mais emblemático de Bath foi construído entre 1767 e 1775 e é também um dos maiores exemplos de arquitetura georgiana em qualquer lugar do Reino Unido. Pra completar esse lugar suntuoso, em frente ao Royal Crescent há uma extensa área verde, ótima para fazer aquela pausa e sentir todo esse ar georgiano, único desta cidade.

O que fazer em Bath

A ponta esquerda do Royal Crescent

4. The Circus

Assim como o Royal Crescent, The Circus é outra obra extremamente impressionante de Bath. O Circo é composto por três segmentos curvos de residências tombadas, formando um círculo com três entradas, ao redor de uma linda praça. Quando visto do ar, o Circo, junto com a Praça da Rainha e a adjacente Rua Gay, formam uma forma-chave, que é um símbolo maçônico semelhante àqueles que adornam muitos dos edifícios de John Wood, o seu arquiteto.

O que fazer em Bath O que fazer em Bath O que fazer em Bath

Não é surpresa que um marco tão extraordinário tenha sido o lar de muitas pessoas famosas ao longo dos anos. O artista Thomas Gainsborough viveu no número 17, entre 1759 e 1774, usando a casa como seu estúdio de retratos. Mais recentemente, o ator de Hollywood Nicholas Cage também morou no The Circus.

O que fazer em Bath O que fazer em Bath O que fazer em Bath

Quando você estiver em Bath, certifique-se de ficar no meio do The Circus, não apenas para se maravilhar com esta arquitetura inspiradora e bonita, mas também para ver se consegue encontrar o local exato onde qualquer coisa que você disser ecoará!

5. Visite a ponte de Pulteney

A Pulteney Bridge é uma verdadeira raridade. Você vai encontrar lojas, cafés e restaurantes no interior e há apenas quatro outras no mundo como essa. Junto com a Ponte Vecchio, em Florença e a Ponte Rialto em Venezaela é uma das pontes mais bonitas do mundo e uma das poucas pontes históricas com lojas embutidas.

O que fazer em Bath

Aiii, eu consegui cortar um pedaço da ponte nessa foto, snif. (A ponte está à esquerda do rio)

6. Fazer um passeio de barco pelos rios e canais

É possível fazer passeios de barcos em Bath, ao longo do rio Avon e do histórico Kennet and Avon Canal. Os passeios duram cerca de 5o minutos e você pode alugar barcos por períodos mais longos. Há opções também como o Lady Lena, que fazem passeios mais sofisticados com champanhe ou chá da tarde ao longo do canal. Nas margens do canal, é tranquilo fechar o passeio na hora.

O que fazer em Bath

7. Abadia de Bath

Assim que entrar em Bath Abbey, olhe para cima. O requintado teto abobadado é um feito da arquitetura do século XVI. Além de se maravilhar com o teto, há magníficos vitrais e colunas de pedra dourada. É possível subir até as torres, visitar a câmara do sino e ter uma visão privilegiada de Bath, que dá exatamente para o canal e a ponte Pulteney (as duas fotos acima). O culto cristão ocorre na abadia há mais de 1.200 anos e ela continua sendo uma igreja viva hoje, com serviços realizados durante toda a semana.

Olha eu atrapalhando a foto da abadia…

Como ir de Londres à Bath

A uma curta distância de Londres, Bath é facilmente acessível tanto de carro, como ônibus ou trem, o que possibilita tranquilamente um bate-volta, se você tiver pouco tempo na Inglaterra. Mas se você tiver mais tempo, não deixe de dormir aqui! Eu vou voltar um dia pra dormir, rs.

De trem, a viagem de Londres até Bath dura cerca de uma hora e meia. Os trens saem a partir das 5.30 da manhã e são bastante frequentes (um a cada meia hora). Assim como Windsor, eles saem da estação Paddington. É possível comprar as passagens na própria estação ou antecipadamente (o que pode sair mais barato) através da Rail Europe do Brasil.

A Rail Europe é ótimo para se comprar passagens e ainda é em português. Eles direcionam para o site das companhias de trem ou você também pode comprar diretamente no site dessas companhias. É só olhar antes na Rail Europe qual a companhia que opera. Não tem erro, eu sempre faço assim.

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *