Paris: Informações práticas

Paris: Informações Práticas

Paris: Informações Práticas – Com grandes avenidas repletas de grandes monumentos que se cruzam com ruas estreitas que escondem charmosos bistrôs e lojas especializadas, prepare seus sapatos e prepare-se para explorar a Cidade das Luzes. Paris é romântica, cultural, de tirar o fôlego, atemporal e qualquer outro clichê que você possa imaginar. É um museu ao ar livre, um mosaico de bairros, cada um com seu próprio DNA e rica história.

Paris: Informações práticas

Paris é uma das maiores cidades do planeta e é simplesmente impossível experimentar adequadamente todos os seus principais destaques durante uma visita de quatro, cinco dias. Eu passei quatro dias e meio, tentei equilibrar o desejo de “ver tudo” e a imperiosa necessidade de se permitir andar sem pressa, sem planejamento e sem destino certo. Vi muita coisa mas ficou um mundo de coisas para ser vista, apreciada e vivida. E isso não é ruim, só aumenta a vontade de voltar, voltar e voltar! 

Paris: Informações Práticas

Preparação

  • Pegue sua própria cópia de algum guia ou mapa de Paris e do metrô. Eles serão seus melhores amigos enquanto explora cada bairro parisiense. Se os seus dias em Paris fizerem parte de uma visita mais ampla à França, adicione outro mapa ou guia da França também.
  • Você sabia que mais de 30 milhões de turistas visitam Paris todos os anos? Isso significa que em qualquer dia, você não precisará apenas compartilhar as calçadas e cafés com milhares de pessoas, mas também precisará pegar muita fila para ver os locais famosos da cidade. Para não perder (ainda) mais tempo, se planeje e compre o máximo de ingressos antes, especialmente para Versalhes, o Louvre e Torre Eiffel.
  • Embora Paris respire riqueza e moda, não se esqueça de levar roupas confortáveis ​​para explorar a Cidade das Luzes a pé. Você vai andar muito lá.

Quando é a melhor época para visitar Paris?

  • Primavera: em abril os dias são ensolarados e longos, em maio e junho marca o início da temporada de festivais. Visitei Paris em maio e foi maravilhoso. Dias não muito frios e sem chuva.
  • Outono: os dias estão ficando mais curtos, mas o tempo pode surpreender positivamente (apesar de embalar um guarda-chuva apenas no caso). As árvores estão derramando suas folhas e a atmosfera é extra romântica. Este é também um excelente momento para visitar Paris.
  • Verão: a cidade está cheia de turistas, o clima é quente e úmido, e muitos parisienses estão de férias em outro lugar. Tente evitar essa época do ano, mas saiba o que esperar se não puder.
  • Inverno: pode ficar gelado e o sol pode não aparecer. Na minha opinião, Paris perde muito do seu charme, embora os amantes do inverno argumentem de outra forma. Muitas pessoas que foram e que vi as fotos, fiquei com dó, sério. Os jardins de Versalhes ou extremamente secos ou cobertos de neve. As águas do Sena, lama pura. Um horror. Fuja. 

Língua

  • Ao contrário do da crença popular, muitos parisienses falam inglês ou pelo menos o suficiente para ajudá-lo. Além disso, a maioria dos parisienses parece ser útil e amigável, inclusive, se oferecendo a ajudá-loa nas ruas, especialmente se você tentar o seu melhor para usar etiqueta local, como abordá-los com: perdão / desculpa moi (desculpe / desculpe-me), monsieurmadamemerci beaucoup (muito obrigado), bon journée (tenha um bom dia), bon weekend (tenha um bom fim de semana) etc.
  • Não se ofenda se suas tentativas de falar francês forem recíprocas com tentativas de falar inglês. Eu encontrei parisienses (especialmente a geração mais jovem) para aproveitar a oportunidade de praticar seu inglês.

Locomoção

  • A melhor maneira de se locomover em Paris é a pé (ou usando o serviço público de bicicletas Velib), e o eficiente sistema de metrô da cidade (oficialmente conhecido como RATP). Os locais de suas mais de 300 estações foram feitos para que você nunca esteja muito longe de um. Pegue um mapa do metrô em qualquer estação (ou baixe neste link) e obtenha orientação através dos grandes mapas exibidos em todas as estações. 
  • A maneira mais econômica de andar de metrô é comprar ingressos em pacotes de 10, o que representa um desconto bastante significativo que comprá-los individualmente. Os ingressos podem ser comprados em praticamente todas as estações de metrô ou nas máquinas de bilhetes, que aceitam dinheiro e cartões e tem opção em inglês.
  • Táxis: os táxis parisienses são caros e alguns motoristas perguntam antes para onde você vai (oi?). 

Bebidas e Alimentos

  • Jantar: Se você tem um restaurante especial específico, é melhor reservar com antecedência , especialmente no fim de semana (não se esqueça que os parisienses gostam de comer fora também). Tenha em mente que a maioria tem horário de funcionamento variado, com alguns fechados aos domingos e muitos fechados às segundas-feiras. O imposto e o serviço serão adicionados à sua conta, portanto, tecnicamente, dar gorjeta em Paris não é uma obrigação, embora seja comum deixar alguns euros em restaurantes e bares. 
  • Quer beber ou jantar no terraço virado para a rua? Confirme antes porque alguns assentos implicam preços ligeiramente mais elevados de menu em bebidas e pratos.
  • Supermercados: Os supermercados parisienses são quase um parque de diversões para nós, brasileiros. Os melhores queijos por 1 €, vinhos por 5 €. Não deixe de aproveitar isso!

Museus

  • Esperar filas para entrar e as multidões lá dentro são, infelizmente, parte da cena do museu de Paris, especialmente se você estiver visitando durante os meses de verão. Portanto, mais uma vez, eu recomendo comprar seus ingressos com antecedência, principalmente o Louvre.
  • Muitos museus terão dias livres de abertura (não é a melhor maneira de evitar a multidão) e alargar o horário de funcionamento em determinados dias do ano (uma ótima maneira de evitar as multidões em massa).
  • Além dos museus, há sempre algo de “utilidade” cultural acontecendo em Paris. Confira no Time Out Paris.

Domingos em Paris

  • Paris entra em marcha lenta aos domingos, com a maioria das lojas tirando o dia de folga. No entanto, existem várias áreas designadas que estão abertas ao longo do domingo. O mais interessante é o moderno bairro de Marais , que é uma maneira perfeita de passar o domingo em Paris .

Compras

  • O termo francês para “venda” é solde e as temporadas de venda de Paris são um excelente momento para fazer algumas compras. Acredite ou não, as vendas são regulamentadas pelo governo e, como tal, ocorrem durante períodos específicos do ano com poucas semanas de antecedência.
  • Além de boutiques e lojas da moda, pode-se fazer boas compras ao longo da Rue de Rivoli e em torno das famosas galerias comerciais da Galerie Lafayette e Printemps – que também oferecem descontos especiais para turistas! Se ligue sempre no tax free.
  • O reembolso do imposto turístico está atualmente disponível para residentes de países não pertencentes à UE sob certas condições, uma das quais é em compras de mais de € 175.

Dicas de segurança em Paris

Como em qualquer cidade grande, use seu bom senso ao explorar Paris. Vou mencionar algumas dicas de seguranças, sem levar em conta as terríveis ameaças terroristas.

  • Já mencionei lá em cima: ao andar no metrô de Paris – certifique-se de manter seus pertences seguros e nunca coloque nada no bolso de trás se estiver de pé.
  • Seja cauteloso e evite andar ao redor das principais estações de trem da cidade (como Saint Lazare, Gare du Nord, etc). Estes são refúgios para os ladrões e pessoas “perigosamente estranhas”. Dito isto, sinta-se à vontade (durante o dia) para conferir seus interiores, pois algumas estações ferroviárias históricas de Paris são uma atração de sua própria espécie.
  • Cuidado ainda maior na Gare du Nord, fica cheio de gente vagando, ora lhe abordando e você realmente fica um pouco temeroso. 
  • Paris é conhecida por sediar alguns “golpes de turistas”. Cuidado com as abordagens, especialmente na Torre Eiffel (falei aqui) e na Gare du Nord.
  • Como sempre, mantenha seus pertences seguros e use o cofre no quarto do hotel, se for o caso. Mas olha, até amigos já foram roubados em cofres de hotel em Paris, viu? Fiquem ligados!

Onde ficar em Paris?

Na moda: o bairro de Marais (3º e 4º arrondissements) oferece uma localização central com uma pequena sensação de vizinhança. É o lugar para passar os domingos e fica a poucos minutos a pé de alguns dos principais destaques da cidade. 

Chique: as ruas e avenidas do sofisticado bairro Saint Germain des Pres (6º arrondissement) estão repletas de boutiques, cafés banhados pelo sol e monumentos e os Jardins do Luxemburgo estão a poucos passos de distância. 

Histórica: ruas estreitas, igrejas magníficas e até mesmo os restos das antigas muralhas da cidade, esse é o Quartier Latin (5º arrondissement). É um dos bairros parisienses mais procurados e, como o adjacente Saint Germain des Prés, é também perto dos Jardins de Luxemburgo. 

Central: se você quer estar no “coração da ação”, os Grands Boulevards, no centro de Paris, provavelmente possuem algumas boas ofertas. 

Hipster: visitantes de primeira viagem a Paris raramente se dirigem para o leste do Canal Saint Martin (10º arrondissement) – um bairro em constante mudança que é meio “moderno-central” nos dias de hoje.

Paz e Amor: para os visitantes, de alma artística, que querem sentir Paris sem pressa, sem pressões turísticas de ver ou fazer isso ou aquilo partem para a mais afastada Montmartre (18º arrondissement).

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *