Igreja Nossa Senhora de Tyn

Praga: um pouco da Igreja de Nossa Senhora de Týn

A Igreja de Nossa Senhora de Týn foi fundada por comerciantes e mercadores e remonta ao ano de 1365, do século 14. O trabalho de construção foi feito pelos pedreiros da catedral de Peter Parler. É o maior símbolo do estilo gótico tardio da capital da República Tcheca.

Impossível não se impressionar com as suas duas torres pontudas, que superam 80 metros de altura, cada uma com oito lanças, que são um marco em meio ao labirinto de telhados da Cidade Velha. Interessante que a Igreja de Týn é uma das raras igrejas em que a sua fachada não é completamente livre.

Igreja Nossa Senhora de Tyn

O arcade de edifícios em frente à igreja, restringindo sua vista, abrigava a famosa “Escola Tyn“. A construção teve que ser interrompida durante a agitação hussita. Mais tarde, com o rei eleito, King de Podebrady, a igreja e suas torres distintivas foram concluídas. Esta foi a igreja principal dos hussitas entre 1419 e 1621.

Uma estátua de George de Podebrady com uma espada estirada, como protetor do cálice hussita, foi colocada no telhado do frontão e foi removida logo após a vitória dos Habsburgo católicos na Batalha da Montanha Branca, após o qual o cálice dourado foi derretido para formar o halo para a estátua da Madona que agora domina o telhado do frontão. Dentro da igreja está o túmulo de mármore do importante astrônomo dinamarquês Tycho de Brahe. Ele foi convocado para Praga em 1599 pelo imperador Rudolph II.

Para achar a entrada é um pouquinho complicado. Para encontrá-la, é preciso atravessar o prédio de quatro arcos em frente a ela, do lado direito. A entrada é grátis e, infelizmente, neste dia ela estava fechada. Mas segundo relatos e previsto, o interior da igreja é maravilhoso e, claro, vale a sua visita!

Gostou? Compartilhe!

Comente direto no Facebook

comentários