Precisamos falar sobre o Comércio

Bairro Comércio - Salvador Bairro Comércio - Salvador
Mais fotos que representam um pouco da diversidade dessas influências e das riquezas arquitetônica e cultural do bairro do Comércio, que também faz parte do Centro Histórico de Salvador.
Bairro Comércio - Salvador Bairro Comércio - Salvador Bairro Comércio - Salvador

Se esse post é pra reconhecer e divulgar esses tesouros do Comércio, ele também se destina a um breve registro da atual situação do bairro como um todo.

Há prédios históricos e reformados? Há sim, só que em menor parte. Existem prédios mais modernos que coabitam em harmonia com os prédios seculares? Sim e, se não houver descaracterização, essa mistura é muito bem-vinda. No meio dessas duas realidades, um grande número de prédios abandonados, em ruínas, prestes a desabar e sem uma perspectiva real de mudança de cenário.

Prédios Comércio - Salvador Prédios Comércio - Salvador Prédios Comércio - Salvador Prédios Comércio - Salvador Centro Histórico de Salvador Centro Histórico de Salvador

Confesso que não é fácil viver essa realidade. Aquela máxima que diz “o que os olhos não vêem, o coração na sente”, se aplica completamente a mim neste caso. Sofro em presenciar e conviver com esse abandono e degradação diariamente. Não há um dia em que eu não lamente essa tal realidade.

Prédios Comércio - Salvador
Prédios Comércio - Salvador Prédios Comércio - Salvador Prédios Comércio - Salvador
E nem as igrejas ficam imunes… A lamentavelmente desconhecida e abandonada Igreja São José do Corpo Santo, Igreja Santa Luzia do Pilar e a Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia.
Igreja São José do Corpo Santo - Comércio Salvador
Salvador
Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia

Volta e meia, você até sente uma ponta de esperança quando vê que estão mexendo na estrutura de algum casarão. Mas como nada é tão ruim que não possa piorar e, quando menos se espera, está lá um trabalho de pura contenção e total obstrução dos casarões, apenas para ele não desabar. Ok, pode ser algo somente emergencial. Mas o tempo passa e nada muda. Isso também se repete nos casarões do Pelourinho e do Santo Antonio Além do Carmo. Definitivamente, não é isso que merecemos. Queremos revitalização, resgate e reexistência. Queremos vida, janelas e portas abertas!

Centro Histórico de Salvador Bairro Comércio
Pelourinho - Salvador

Nossas questões são complexas e o problema do Comércio não é apenas o abandono dos seus casarões. O atual estado das suas vias também pede socorro. Calçadas destruídas, vias sem asfalto, lixo nas ruas, calçadas altas sem rampas de acesso para cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção, desordenamento dos ambulantes, obras inacabadas, bueiros entupidos, mendigos, não haver estacionamentos para todos, zonal azul complicada com os flanelinhas, etc.

Bairro Comércio - Salvador Bairro Comércio - SalvadorBairro Comércio - Salvador
Bairro Comércio - Salvador
Mais alguns registros:
Bairro Comércio - Salvador Bairro Comércio - Salvador Bairro Comércio - Salvador

Nem os prédios e monumentos públicos escapam da atual degradação que assola o bairro, como revelam uma árvore em cima do prédio da Agência Central dos Correios, o calçadão do Mercado Modelo, o antigo Elevador do Taboão, Praça da Inglaterra e o Instituto do Cacau.

Agência Central Correios - Salvador Comércio
Mercado Modelo Salvador Elevador do Taboão - Salvador Bairro Comércio - Salvador Instituto do Cacau - Salvador

Lamentavelmente, é esse o atual estado do bairro do Comércio. Casarões e prédios tão ou mais bonitos que os do Pelourinho ou do Santo Antônio Além do Carmo abandonados e esquecidos. Pessoas e a cidade, em consequência, também esquecidas. Um pedaço essencial do nosso Centro Histórico, que não deixa nada a desejar a qualquer outro do mundo, que conta a nossa linda história, resumido em ruínas. Um descaso e verdadeiro absurdo!

Colado ao Comércio, temos uma zona portuária de beleza soberba, porta de entrada de Salvador para quem chega de navio. É vergonhoso possuirmos tanta beleza e oferecermos aos nossos (poucos) turistas um lugar abandonado e degradante. À noite, um lugar fantasma. Um espaço decadente mas que poderia ser tão vibrante como em nenhum outro lugar do mundo, com todos os casarões antigos do Centro Histórico de Salvador restaurados, com pessoas morando ou funcionando, em todos eles, uma infinidade de bares, restaurantes, lojas, cafés, museus, teatros, hotéis, casas de espetáculos, shows, centros culturais, etc.. etc..

O que você acha da região do Comércio e arredores? Participe, dê sua opinião. Precisamos ‘Pensar Salvador’ juntos.

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *