Ponta do Humaitá - Salvador

A Salvador Que Sonhamos! A linda e (abandonada) Ponta de Humaitá começará a ser requalificada ainda este ano

A Salvador Que Sonhamos! A linda e (abandonada) Ponta de Humaitá começará a ser requalificada ainda este ano. O projeto capitaneado pela Fundação Mário Leal Ferreira prevê a requalificação de duas áreas na região: um espaço de 12 mil m² que vai desde a praça em frente ao píer até o espaço entre a Ponta e o Forte de Nossa Senhora de Mont Serrat, construção do século XVIII que foi palco da Sabinada e que é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Ponta do Humaitá - Salvador

A primeira área a ser requalificada, entre a praça onde fica a igreja e o forte, é a que vai ter maior impacto visual. O mato alto, a calçada em más condições e a quadra com alambrado quebrado devem ficar no passado. O espaço também vai ganhar bancos e sanitários. Será implantada ainda uma área dedicada à prática de religiões de matriz africana; outro espaço terá um pergolado coberto por vegetação, criando uma roda de capoeira. Serão instalados bancos, lixeiras e outros equipamentos de mobiliário urbano.

Ponta do Humaitá - Salvador

Já na segunda área, a mudança mais significativa será a retirada do antigo módulo de bilhetagem. As rampas de acesso e os passeios, que estão em condições precárias, serão recuperados. A balaustrada receberá guarda-corpo, que aumenta a proteção entre ela e a água. A mureta, hoje suja e pichada, também deve ser recuperada. Ainda haverá recuperação de do meio-fio e do piso no entorno da igreja. A área do estacionamento será ordenada e o canteiro central será recuperado e terá paisagismo.

Ponta do Humaitá - Salvador

Existe um projeto de reforma da igreja, inclusive já aprovado pelo Iphan, mas que ainda não foi iniciado. O templo está com as paredes pichadas e com janelas quebradas. Em  algumas paredes já aparecem rachaduras. A Igreja de Nossa Senhora de Mont Serrat foi tombada em 1938 pelo Iphan. O santuário de Nossa Senhora do Mont Serrat foi fundado por volta de 1580 e o conjunto teve projeto do arquiteto militar italiano Baccio da Filicaya.

Fonte e fotos: Correio 24 Horas.

Gostou? Compartilhe!

Comente direto no Facebook

comentários