Bernina Express

Suíça: O fabuloso passeio no Bernina Express – Tirano x St. Moritz

Na viagem de quinze dias que fiz pela Itália, abri mão de uma cidade italiana, que seria Bolonha, e segui para Tirano, no extremo norte italiano, para fazer o passeio de trem no Bernina Express. Esse icônico trem vermelho percorre 122 quilômetros, passando por 55 túneis e 196 pontes e viadutos, ao longo das trilhas estreitas e sinuosas dos alpes suíços. O trem vai das cidades suíças de Chur, Davos e St. Moritz para Tirano e Lugano, no lado italiano. Como há apenas um conjunto de trilhos, o Bernina Express é o único trem a viajar nesta rota, verdadeiramente, extraordinária!

Nessa viagem, pouco importou, pra mim, de onde eu saí e para onde eu tava indo. A viagem, mais que nunca nesse caso, é a própria viagem. A bordo do incrível trem panorâmico, é possível ver uma procissão de lagos, montanhas cobertas de neve (quando no inverno), desfiladeiros dramáticos, paisagens deslumbrantes e cidadezinhas encantadoras. Tudo absolutamente mais que memorável.

Bernina Express Bernina Express

Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o Bernina Express é uma jornada de trem extraordinária e garanto que as belas paisagens permanecerão com você por muitos anos. Essa viagem emocionante é uma maneira fantástica de experimentar a beleza desta região espetacular da Europa e meu conselho é: não desperdice essa oportunidade quando da sua viagem à Suíça ou quando à Itália, hehe.

Como é o passeio no Bernina Express

O Bernina Express corre entre Chur e Tirano, logo além da fronteira com a Suíça, no norte da Itália. Esse trajeto completo dura quatro horas e, a versão mais curta da viagem, Tirano x St. Moritz (ou vice-versa), dura 2h e 30 min. A cada minuto do caminho, você se impressionará com magníficas geleiras (ou montanhas) arrebatadoras, lagos e até um jardim alpino. Enquanto o trem corta tantas belas paisagens, a trilha entre pontes e túneis a enrolar-se em curvas, torna a experiência ainda mais estimulante e inesquecível.

Bernina ExpressBernina Express

Logo no início da saída da pitoresca cidade montanhosa de Tirano, após Campo-cologno e Campascio, você se deparará com o famoso Kreis Viadukt Brussio, o mais impressionante de toda a viagem para mim. O viaduto ferroviário helicoidal, tem 110 m de comprimento e faz uma curva de 70 m de raio, sendo um dos símbolos da Ferrovia Rética (RhB).

Bernina Express

O Viaduto Landwasser é outra maravilha arquitetônica – seus pilares de 65 metros de altura foram os primeiros do tipo a serem construídos sem andaimes de madeira e vêm transportando trens desde 1902. Os pilares criam arcos altos impressionantes, que, em conjunto com a bela paisagem, fazem desse viaduto também um dos mais fotografados da ferrovia.

Até a chegada em St. Moritz, você passará pela Passo do Bernina. Os trilhos que atravessam a montanha Bernina Hospiz (Ospizio Bernina), a 2.253 metros acima do nível do mar, marcam a Ferrovia Bernina como a terceira ferrovia mais alta da Suíça. A sensação de estar no topo da montanha é maravilhosa! Com inclinações de até 7%, também é um dos mais íngremes ferrovias de adesão do mundo.

Bernina ExpressBernina Express

Bernina Express

O Lago Bianco é um divisor de águas. Para o sul, as águas correm para o Adriático e para o leste, para o Mar Negro.

Seguindo para Chur, o trem percorre mais 61,67 km da Swiss Albula Railway, conectando Thusis à cidade resort de St. Moritz.

O Bernina Express é mais do que apenas uma viagem de trem, é uma experiência abrangente. Tudo nesse caminho é realmente de impressionar. Por mais que você queira fazer essa viagem sentado, relaxando, toda hora você se levanta para apreciar melhor cada paisagem que vai se descortinando. Os vagões de 1ª e 2ª classe são equipados com grandes janelas panorâmicas, oferecendo vistas ainda mais espetaculares sobre a paisagem rural suíça. Eu acho que vale muito a pena pagar um pouco mais caro (14 francos suíços) e ir neles. Todo o trem é climatizado e alimentos e bebidas estão disponíveis para compra.

Bernina Express

O Bernina funciona durante todo o ano e cada estação oferece a sua própria beleza única. Viajar no inverno oferece vistas magníficas dos lagos congelados, montanhas cobertas de neve e até esquiadores locais. Pelas fotos, vê-se como é algo fora do normal de lindo. Enquanto os pontos mais altos dos Alpes permanecem cobertos com um pouco de neve nas estações mais quentes, o resto da paisagem é surpreendentemente diferente, com vastos campos verdes e flores. Essas fotos do post são do início do verão europeu, em junho.

Durante a temporada de verão, há também a opção de estender a jornada, com o ônibus Bernina Express. O ônibus atravessa o campo italiano de Tirano para a cidade suíça de Lugano (ou vice-versa). No vale pitoresco de Valtellina, você encontrará extensos campos, baías deslumbrantes e charmosas vilas de pescadores ao longo da fronteira entre o o Lago Como e o Lago Lugano.

Quanto custa fazer o passeio no Bernina Express por conta própria

Junto com a reputação de paisagens deslumbrantes, a Suíça também tem uma reputação de ser um lugar caro para se visitar. Os ingressos para o Bernina Express entre Chur e Tirano custam +/- 63 CHF (R$233,00 / € 56 / $ 65) e, de Tirano a St. Moritz, custa +/- 32 CHF (R$ 119,00), cada trecho.

Para os vagões panorâmicos, como falei acima, há uma taxa de reserva de assento de 14 francos suíços no verão ou 10 francos suíços no inverno e eles devem ser reservados com antecedência. Para ficar mais em conta, compre as passagens no próprio site da Rhätische Bahn. Vale muito a pena esse investimento. Por 4 ou 2 horas e meia, você apenas senta, relaxa e aprecia as vistas de tirar o fôlego… cidades alpinas, montanhas, geleiras, lagos e mais. As janelas largas dão a sensação de estar quase em uma montanha-russa (lenta). É inesquecível!!!

Bernina Express

O vagão panorâmico do Bernina Express

Bernina Express

O passeio do Bernina em um dia – Tirano x St. Moritz

Se você fizer o trajeto que eu fiz, de Tirano (Itália) a St. Moritz (Suíça), é super tranquilo de fazer em apenas um dia. Só é preciso pegar o trem que sai às 09:41/10:03 da manhã e chega em St. Moritz às 12:10/12:36, retornando às 15:12 e chegando em Tirano às 17: 32. O tempo em St. Moritz não é muito grande, mas lembra que falei que o propósito maior dessa viagem é o passeio no Bernina?

Na pequena e aconchegante cidade de Tirano, que foi meu ponto de partida, há duas estações  de trem, uma é a estação principal com trens vindo de Milão (de onde em vim), e a outra que é a Ferrovia Rética (‘Ferrovia Retica’ em italiano ou ‘Rhätische Bahn’ em alemão) para o Bernina Express.

Bernina Express

A estação de trem principal de Tirano – de onde chegam os trens de Milão

A Ferrovia Rética (‘Ferrovia Retica’ em italiano ou ‘Rhätische Bahn’ em alemão) é a ferrovia que você pega o Bernina Express. Elas estão localizadas uma ao lado da outra e você não terá problemas para encontrar a estação em que sai o poderoso Bernina Express.

Bernina ExpressBernina Express

Bernina Express

O guichê da estação

Como o trem viaja de Tirano, no norte da Itália para St. Moritz na Suíça, e, dessa forma, você está cruzando fronteiras internacionais, não esqueça o seu passaporte.

Bem, três horas em uma cidade suíça como St. Moritz, dá pra fazer algumas coisinhas, não é mesmo? Estique as pernas e passeie despretensiosamente pela cidade com suas lojas exclusivas ou ao redor do grande lago, onde você pode observar as pessoas navegando durante os meses de verão. Se você tiver tempo, você pode até mesmo pegar um teleférico até a montanha – mas verifique se você não vai correr para pegar o trem de volta. Eu fiz um post falando sobre essa paradinha em St. Moritz.

Bernina Express

A cidade suíça de St. Moritz

Tirano foi a minha cidade base para viajar com o Bernina e é uma cidade deliciosa e encantadora. Eu fiquei apenas uma noite nela e a vontade foi de ter ficado muito mais. Eu fiquei no Hotel Bernina que fica em frente às duas estações de trem e não tem local melhor para ficar! Eu falo mais de Tirano nesse post.

Mais informações sobre o Bernina Express

  • O passeio no Bernina Express está incluído em passes ferroviários, como o Swiss Travel Pass, Swiss Travel Pass Flex, Eurail Global Continuous Pass, Eurail Global Flexipass e o Eurail Select Pass. Embora os titulares de passe não precisem comprar passagens separadas, as reservas de assento no Bernina Express e no ônibus são uma compra obrigatória.
  • Se possível, reserve o seu bilhete com antecedência, a fim de obter descontos, ou deixe no último minuto. Se você não estiver viajando durante o verão, há ofertas de última hora.
  • Para evitar as multidões, evite os meses de julho e agosto.
  • Escolha assentos no último vagão ou no primeiro, que oferece uma visão perfeita do que é deixado para trás.
  • Leve lanches e aproveite a viagem! Você também pode comprar lanches e prosecco a bordo.
  • Essa é a maior travessia ferroviária da Europa, atingindo uma altura de 2.253 m acima do nível do mar.
  • Tornou-se patrimônio mundial da UNESCO em 2008, cem anos depois de sua primeira abertura ao público.
  • Foi a primeira linha férrea a ser apresentada no Street View da Google.

Você tem mais alguma dúvida sobre o Bernina Express? Pode ficar à vontade para perguntar.

Gostou? Compartilhe!

Um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − quatro =

Um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + dezoito =