34 Bienal Sao Paulo

34ª Bienal de São Paulo trouxe exposição produzida em Salvador por fotógrafa americana

A 34ª Bienal de São Paulo ocorreu entre setembro e dezembro/2021 e uma das suas exposições mais interessantes (para nós, claro!) foi a da fotógrafa americana Deana Lawson, cujo trabalho constitui um retrato singular e idiossincrático dos hábitos, estilos de vida e referências culturais da diáspora africana em seu país natal, os EUA, e ao redor do mundo. Ainda que meticulosamente encenadas, suas fotografias são imagens profundamente íntimas, em geral baseadas em desenhos e esboços que ela realiza antes da sessão fotográfica propriamente dita. Apesar desse cuidadoso processo de preparação, o resultado está longe de ser previsível, já que grande parte das fotografias são feitas em interiores domésticos onde Lawson acaba de entrar pela primeira vez, criando assim uma sensação voyeurística, mas também estranhamente familiar.

34 Bienal Sao Paulo

Nessa edição da Bienal de SP, Lawson acrescentou outra cidade à longa lista de lugares que ela visitou e fotografou. E adivinhem qual cidade foi?! Ela, mesma – Salvador, Bahia -, a considerada cidade mais negra do Brasil e onde confluem de forma mais intensa os elementos da cultura, da música e dos rituais africanos diaspóricos. Em Salvador, ela produziu fotografias denominadas “O Casamento de Lalifah”, “Jovem Avó”, “Chefe” e “Uma ode à Yemanjá”. As fotos foram feitas com atores em ambientes soteropolitanos domésticos, carregadas de uma atmosfera ambígua, entre o voyeurismo, o teatral, o etnográfico e o militante, sem encaixar-se plenamente em nenhuma dessas possíveis leituras da obra. Não foram divulgados quais as casas/bairros escolhidos.

34 Bienal Sao Paulo

Na Bienal, não era permitido fotografias nesta exposição, por isso as fotos estão distantes, não sendo possível apreciar melhor o forte impacto visual desse belo trabalho. Caso tenham interesse, é possível conferir melhor os registros no site [www.34.bienal.org.br].

Para os críticos, as fotografias da artista que com frequência se expandem para o teatral e utilizam elementos ritualísticos ou objetos de cena, sintetizam um processo histórico trágico, mas também fertilizador, de deslocamentos e crioulização.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Me notificar caso:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
-->