Metrô Salvador

A falta de escadas rolantes nos dois fluxos no Metrô de Salvador | Pensar Salvador

Pegando o gancho do post de ontem sobre elevadores em passarelas, a gente até tenta acreditar que o intuito primordial dos mesmos seria facilitar a acessibilidade de pessoas com dificuldade de locomoção, como se fosse algo realmente inclusivo e pensado para atender as necessidades de parte da população; ainda que sejam apenas quatro aleatórios elevadores (até onde sabemos) na Via Expressa, Av. Heitor Dias e Av. Barros Reis.

Mas aí, a gente se depara com as entradas/saídas das novíssimas passarelas do metrô (lamentavelmente, suspenso). Em termos de acessibilidade, em todas as estações, mas, principalmente, na ~Estação Rodoviária~, numa obra que custou milhões e milhões à população; o que deveria ser ofertado, no mínimo, a essa mesma população? No mínimo, escadas rolantes nos dois fluxos. Essa entrada/saída (alta) da Estação Rodoviária em que o fluxo de pessoas com malas é enorme, com apenas uma escada rolante, caminho para um grande shopping center e outros destinos é uma falta de consciência, descaso sem igual com a população. Descer escadas é algo sacrificante para muitas pessoas, idosos,  crianças, pessoas com malas; tal restrição é limitar, ainda mais, o mais básico direito de ir e vir.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Me notificar caso:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
-->