Rota Gastronômica do NY Times em Salvador

A rota gastronômica do NY Times em Salvador

Além de falar que “o carnaval está logo ali, nesta cidade energética, onde tradições – culinárias, musicais, literárias e outras – refletem uma profunda herança afro-brasileira…” e outras coisitas que massagearam nosso ego… (leia aqui!), é hora de falar da Rota Gastronômica do NY Times em Salvador.

Le Glacier Laporte (Pelourinho) – O escolhido foi o sorvete de caraíba (acerola, gengibre e limão).
Tem outro muito bom também lá “cocana” (coco e cana), nesse caso, cachaça! Le Glacier Laporte

Mistura Perfeita (Mouraria) – Tomou caipirinha, comeu lambreta (pontuou o copo de caldo em excesso) e comeu pastéis de carne de caranguejo, segundo ele, a versão brasileira de uma empanada.

Velho Espanha (Barris) – Citou que nos fins de semana tem música ao vivo para um interior apertado, onde você pode encontrar grupos tocando samba ou um gênero local (e auto-explicativo) chamado samba reggae e que os donos preferem bandas que compõem suas próprias músicas.
Fiz faculdade nos Barris e não me perdoo de nunca ter entrado nesse bar.

Donana (Brotas) – O local escolhido para comer a legítima moqueca baiana.
Melhor escolha não poderia ter ocorrido: fartura, preço justo e muita qualidade! Restaurante Donana

Larriquerrí e Larribar (Garcia) – Descreveu com afetividade e detalhes a família Guerra, em especial, seu Romildo, o pai, que faz de tudo para agradar a todos. Disse que o Larribar é um dos poucos locais da cidade que leva os coquetéis a sério (atenção, mercado!).
O Larriquerrí é, sem dúvidas, um dos melhores restaurantes de Salvador e o título do nosso post sobre ele foi “perfeição existe, sim!”. Larriquerrí

Chupito (Rio Vermelho) – Provou o ‘drink’ Chupito (foi tb o que experimentamos) e falou das opções aparentemente infinitas postadas na parede e um DJ comandando uma minúscula pista de dança.
Caaaos mara pra início ou fim de noite!

Acarajé da Dinha (Rio Vermelho)

Feira de São Joaquim – comeu sarapatel.

Mistura (Itapuã) – Disse que é o melhor marisco da cidade, onde comeu o buffet livre da casa.
Esse buffet do Mistura realmente é fora do normal de bom, vale o requinte e o preço (R$129,90 por pessoa). Mistura Itapuã

Barraca do Lôro (Stella Mares) – Não fez nenhuma citação sobre o local, falando apenas ser um clube à beira mar. Barraca do Lôro

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Autores de comentários
Tem mais Salvador no NY Times na Coluna "36 Hours" Autores recentes de comentários
  Se inscrever  
o maisnovo mais antigo mais votado
Me notificar caso:
trackback

[…] Leia também: A Rota Gastronômica do NY Times em Salvador […]