Antigo Mercado Modelo e a Biblioteca Pública da Bahia | Salvador Retrô

A página que nós somos super fãs, o Guia de Sobrevivência do Soteropobretano (se você estava em Marte e ainda não a conhece, aterriza nela), postou uma foto do antigo Mercado Modelo – que ficava aos pés do Elevador Lacerda -, com uma passagem muito bacana da obra “Bahia de Todos os Santos” de Jorge Amado.

O Mercado Modelo, na década de 60, funcionava como um autêntico mercado de cidade, onde se vendia, como se diz aqui na Bahia, de tudo um pouco “(…) peixe e carne, arraias e polvos, siris e caranguejos, farinha e fruta, objetos de prata e cobre, figas, madeiras esculpidas, trabalhos em jacarandá, bonecas negras, colares, pulseiras, Exus de ferro e opaxorôs, bolsas de palha, cestas, e tudo quanto se utiliza nas obrigações de candomblé….”

Sexta-feira passada a gente encontrou esse painel (foto em destaque) em um prédio da Rua Carlos Gomes e não resistiu a fazer a foto da foto. Aliás, tenho percebido bastante quadros, painéis e pinturas de Salvador estampando os mais diversos ambientes em diversos lugares que vou. Oh felicidade que não cabe!

Quando fizemos esse post no Instagram, perguntamos se alguém sabia sobre o prédio onde, hoje, é a atual Prefeitura de Salvador e acabou gerando uma super contribuição, com informações de diversas pessoas.

Pois então, na verdade, eram dois prédios. Do lado esquerdo, o da Imprensa Oficial, inaugurado na década de 30. Do lado direito, a Biblioteca Pública da Bahia, inaugurada em 1811 e que funcionava no Palácio do Governo. Esse acervo foi quase inteiramente devastado pela invasão dos holandeses, em 1624, quando ocupava dependências da Casa de Câmara e Cadeia.

Salvador Retrô

A primeira sede da Biblioteca Pública da Bahia, na Praça Municipal, sofre com outro perverso ataque à cidade ordenado pelo então presidente da República, Hermes da Fonseca, em 1912, na disputa política pelo governo do estado, entre J.J. Seabra e Rui Barbosa, após a renúncia do governador Araújo Pinho (luta entre oligarquias da República Velha). Por fim, é atingida por incêndio na Gráfica Oficial, em 1961.

Essa era a primeira biblioteca pública do Brasil e da América Latina e esta era a Praça Thomé de Sousa nos anos 30. Lamentavelmente, ambos prédios foram demolidos nos anos 70.

Foto e fonte: Site Salvador Antiga. Contribuição da super seguidora Ilana Cruz.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Me notificar caso:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
-->