Cachoeiras Chapada Diamantina

As principais cachoeiras, grutas e passeios da Chapada Diamantina

Neste post, vamos elencar, de forma resumida, as principais cachoeiras, grutas e passeios da Chapada Diamantina. Para alguns deles, tem post com maiores informações, basta clicar no link em azul.

Principais cachoeiras da Chapada Diamantina

– Do Sossego: As águas deslizam sobre degraus na rocha e despencam numa piscina natural. Boa parte do percurso (três horas de caminhada difícil, 7 km só de ida) é sobre pedra.

– Poço do Diabo: A trilha que beira o Rio Mucugezinho é fácil (15 minutos), mas não há placas – começa numa lanchonete, à beira da estrada (acesso pela BR-242 p/ Seabra; 22 km de Lençóis). A cachoeira cai por um cânion, a cascata é forte e maravilhosa.

Cachoeiras Chapada Diamantina

– Ribeirão do Meio: É um tobogā natural, formado pela cachoeira: basta sentar no alto da queda e escorregar até a piscina. Acesso por trilha fácil (40 minutos; 3,5 km) a partir de Lençóis.

– Do Mosquito: É incrível a vista do paredão com mata nativa que compõe o cenário da cachoeira (60 m), com um poço entre as pedras.

   Cachoeiras Chapada Diamantina

– Do Buracão: A rainha das cachoeiras da Chapada. Não tem nada igual. Encravada entre cânions, para chegar e vê-la de frente, há duas opções: a pé, andando agarrado ao paredão ou nadando. A queda forma uma enorme piscina de águas escuras. Espetacular. (Foto em destaque)

– Cachoeirão: Várias quedas, que brotam de um paredão em meia-lua, transformam a paisagem numa cortina de cachoeiras. Na trilha de quatro horas (só ida, com guia) que leva ao topo é preciso transpor uma serra. A caminhada começa na estrada Guiné-Mucugê, a 46km da cidade.

– Da Fumaça: Uma das cachoeiras mais altas (380m ) e arrepiantes do Brasil. Terreno íngreme, pedras e falta de sombra marcam a caminhada (6 km, duas horas só de ida). A paisagem: uma fina cortina de água que despenca por uma abertura no paredão e “dança” de acordo com o vento – por causa da altura. A vista não é frontal e bastante limitada mas é emocionante demais.

Cachoeiras Chapada Diamantina

– Angélica e Purificação: O acesso ao Poço da Angélica, piscina natural cercada por mata, é por trilha leve de 15 minutos a partir do povoado do Bomba, a 8 km do Vale do Capão. O trecho até a Purificação (mais uma hora a pé), uma pequena queda, passa por trechos mais fechados.

– Riachinho: Dentro do Parque Municipal do Riachinho, uma trilha curta leva às corredeiras, que formam uma queda de 8m e piscinas naturais.

Cachoeiras Chapada Diamantina

Principais grutas da Chapada Diamantina

– Da Fumaça: A gruta oferece boa diversidade de formações, como estalactites, estalagmites e espeleotemas. Durante o passeio, é possível chegar bem próximo às formações no interior da gruta, em salões realmente espetaculares.

  Grutas da Chapada Diamantina

– Torrinha: Há trechos em que é preciso se espremer entre blocos de rocha ou andar agachado. Helictites, flores de aragonita, finas agulhas de gipsita e uma sequência de 60 m de estalactites são as atrações.

– Da Pratinha: Ao entrar na fazenda, você desce os degraus até o rio de água azul clarinha, que brota de dentro da gruta. Para fazer a flutuação lá dentro é preciso pagar à parte.

Grutas da Chapada Diamantina

– Gruta Azul: Na mesma fazenda, fica a Gruta Azul, um lago translúcido que ganha tons azulados entre abril e setembro pela incidência de raio solares.

Grutas da Chapada Diamantina

– Poço Encantado: Uma escadaria que desce até a boca de uma caverna conduz a um cenário improvável: um poço de água transparente que ganha tonalidades azuladas quando o sol incide por uma fenda (banhos não são permitidos).

– Poço Azul: A flutuação no poço que brota da caverna é melhor entre fevereiro e outubro, quando raios de sol deixam a água com tonalidades azuis e revelam formações rochosas.

Principais passeios da Chapada Diamantina

– Morro do Pai Inácio (1120 m): Uma subida de 20 minutos leva a um dos lugares mais tradicionais da Chapada. Do alto você vê as principais formações do parque, como o Morro do Camelo, o Morrão e o Três Irmãos.

Passeios da Chapada Diamantina

– Fazenda Marimbus: No “Pantanal da Chapada”, a 6 km de Andaraí, canoas canadenses passam por labirintos entre vitórias-régias e samambaias-d’água. O roteiro dura 2h30 e ainda inclui uma trilha e a Cachoeira do Rio Roncador, com hidros naturais.

Passeios da Chapada DiamantinaPasseios da Chapada Diamantina

– Cemitério Bizantino: Considerado o único desse estilo no Brasil, o Cemitério localizado em Mucugê, foi construído por volta de 1855, após uma epidemia de cólera que atingiu a região, os jazigos fazem referências a templos católicos.

Passeios da Chapada Diamantina

– Vale do Pati: Não é exatamente um passeio, é uma extensa travessia, considerada uma das mais belas do Brasil, em uma área cercada de montanhas e belezas naturais, onde a natureza permaneceu praticamente intocada.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Me notificar caso:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
-->