Bicicletinhas do Itaú: o que aconteceu com vocês e o Bike Salvador?

Bike Salvador! Tem sido comum se deparar, de forma permanente, com essas estações assim: vazias e quase sempre sem nenhuma bicicleta. Ver alguém rodando com elas também é algo raro, até mesmo na orla da cidade. Com quarenta estações espalhadas por Salvador, de São Tomé de Paripe a Placafor, preço simbólico e facilidade na sua disponibilização, parece que algo não deu certo. Seria a falta de ciclovias ligando essas estações? E por onde estariam as famosas laranjinhas?

Ao custo módico de R$10,00 anual, o Sistema de Bicicletas Públicas Bike Salvador, lançado em 2013, é um projeto de sustentabilidade da Prefeitura de Salvador executado através de Termo de Concessão de Uso da Tembici em parceria com o Banco Itaú.

As bicicletas do Bike Salvador estão disponíveis em estações inteligentes, conectadas a uma central de operações via wireless, alimentadas por energia solar e distribuídas em pontos estratégicos da cidade, onde os clientes cadastrados podem retirar uma bicicleta, utilizá-la em seus trajetos e devolvê-la na mesma ou em outra estação.

Salvador Vai de Bike Itaú

Caracterizando-se como uma solução de transporte de pequeno percurso para facilitar o deslocamento das pessoas nos centros urbanos, o Bike Salvador, se integra ao Movimento Salvador Vai de Bike, um amplo conjunto de ações integradas de incentivo ao uso da bicicleta na capital soteropolitana.

Fotos: Estação Terminal da França (destaque) e Estação Mercado Modelo.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Me notificar caso: