Boca de Zero Nove: Entrevista com Gabi Valverde do “Viajando com Gabi”

Se você estava em Marte e não sabe quem é a baianíssima Gabriela Valverde do Blog @viajandocomgabi, nós vamos te ajudar.

Sempre sorridente, a baiana Gabriela Valverde divulga suas viagens e mochilões no Youtube, Facebook e Instagram Viajando com Gabi. Descontraída e bem-humorada, ela usa e abusa da simpatia para conquistar o mundo. Atualmente, já conta com mais de 176 mil seguidores nas redes sociais. Gabi fala sobre sua vida de viajante compartilhando a rotina de uma solo traveler e dá dicas para quem goste de aventuras e deseja explorar o mundo de maneira independente.

O Diário de Salvador ficou imensamente honrado em Gabi ter aceitado (e, ufa, ter tido tempo!) para bater um bate papo leve e gostoso sobre Salvador com a gente. O que essa baiana cosmopolita e sangue bom tem a falar sobre Salvador, você confere abaixo, no nosso quadro “Boca de Zero Nove”.

Diário de Salvador – Você viaja bastante. Quando você está em Salvador, o que é prioridade para você?

Gabi – Ver minha família, curtir o Porto da Barra e tomar sorvete na Cubana apreciando a vista mara da baía do todos os Santos. (Traduzindo, ganhar colo e amor, recuperar meu bronze enquanto chupo um capelinha e como queijo coalho e depois tirar uma selfie baphonica enquanto tomo sorvete). hahahaha

Diário de Salvador – Qual dica imperdível você dá para quem está visitando Salvador pela primeira vez?

Gabi – Relaxe a aprecie a saída do aeroporto e não deixe de fazer o roteiro Farol da Barra-> Porto da Barra-> Corredor da Vitória-> Campo Grande-> Mercado Modelo -> Elevador Lacerda-> Pelourinho. E coma 5x ao dia, pq a comida é muito boa. Kkk ( leve papel higiênico na mochila pq vai que bate direto né haha)

Diário de Salvador – Todo lugar, cidade, possui a sua singularidade. O que faz de Salvador única e especial?

Gabi – É um caos colorido e com mil cheiros e sabores. Eu adoro! Hahaha Música na rua, alegria na Praia, vendedores com técnicas de venda avançadissimas, melhor sotaque.

Diário de Salvador – Qual a melhor “viagem” para se fazer em Salvador?

Gabi – Sem aspas é a chegada ou saída do Aeroporto. Com aspas é sentar na balaustrada do lado da Cubana com um sorvete de duas bolas ou um milkshake de maracujá e ver a vida passar, da pra fazer um time-lapse pra checar depois um dos sunsets mais bonitos!

Diário de Salvador – O que falta para Salvador ser um super destino para turistas estrangeiros?

Gabi – A população falar inglês, principalmente. Conheci diversos estrangeiros que não curtiram a cidade por não conseguirem se comunicar. já somos extremamente receptivos, só falta estarmos melhor preparados para receber turistas.

Diário de Salvador – Rodar o mundo e voltar pra Salvador é… 

Gabi – Engordar 3kg em uma sentada na mesa de almoço de domingo! Hahaha

Diário de Salvador – O que você mais sente falta da terrinha quando está longe?

Gabi – Da comida. Já deu pra perceber que eu amo né? Kkkk E da baianidade que só se vê na Bahia. Haha

Diário de Salvador –  As praias da Bahia ou as praias do Sudeste Asiático?

Gabi – (perguntinha comprometedora essa viu? Haha). As praias do Sudeste Asiático com queijinho coalho, acarajé, açaí e capelinha e sotaque baiano. Pode? ?

Diário de Salvador – Quanto você acha que toda a sua baianidade contribuiu para o sucesso do “Viajando com Gabi”?

Gabi – Affemaria, se eu não fosse Baiana não teria esse tcham que eu acho que tenho kkkk Seja o meu sotaque ou meu jeito engraçadinho, o pacote completo me deixa mais próxima e misturada com Meu povo.

Diário de Salvador – Nós temos um quadro no Diário de Salvador chamado “Salvador e o Mundo”, no qual fazemos associações entre Salvador e outras cidades do mundo. Algum lugar ou alguma coisa já te fez associar a Salvador?

Gabi – Hahaha. Quando cheguei em Malta e fui andando pra praia, subi e desci tanta ladeira num sol retado, com um bocado de gente na rua de vestidinho curto e colorido, brasileiro em tudo que é canto. Ahh, eu me senti em casa hahaha (detalhe que Malta é uma ilha-país kkk)

Diário de Salvador – Quando falam mal de Salvador pra mim… 

Gabi – Eu posso até concordar, mas só depois de defender e falar o que tem de bom. Kkkkk Sempre peço que a pessoa dê uma segunda chance pq Salvador por ser difícil de digerir numa viagem curta e a caminho da praia. Mas vale muito a pena, transborda cultura e história, além de sabores kkk (comilona).

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Me notificar caso: