Matriarca do Brasil

Catarina Paraguaçu, a índia nativa da Bahia considerada a matriarca do Brasil

Hoje é o Dia Das Mães, e será que alguma mulher poderia ser considerada a mãe, a matriarca do Brasil?

Sim, essa mulher era a índia Tupinambá nativa da Bahia, de nome Catarina Paraguaçu (embora, a certidão do batismo, realizado em junho de 1528, em Saint-Malo, na França, e encontrada no Canadá, consta que seu nome verdadeiro seria “Guaibimpará” e, não, “Paraguaçu”).

Catarina teria sido oferecida como esposa por seu pai, o cacique Taparica, ao náufrago português Diogo Álvares, o Caramuru, que gozava de grande proeminência entre os Tupinambás da Bahia.

Na historiografia brasileira, Catarina Paraguaçu e Diogo Caramuru formaram além da primeira família cristã, a primeira família brasileira documentada, a mais antiga raiz genealógica do país.

Considerada um dos maiores símbolos femininos da história do país, por ter exercido um papel fundamental na integração das raças que formaram o povo brasileiro, Catarina é considerada a mãe biológica de grande parte da nação brasileira, o esteio e a origem da família no país.

O corpo de Catarina Paraguaçu, atualmente, está enterrado na primitiva Igreja da Graça, em Salvador.

Na foto: imagem de Catarina Paraguaçu aos pés do Caboclo do Dois de Julho, monumento localizado na praça do Campo Grande.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Me notificar caso:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
-->