Casa Conceito Solar Cunha Guedes

Confira tudo que rolou na segunda edição da Casa Conceito

Hoje foi o segundo e último dia da segunda edição da Casa Conceito e o Diário de Salvador irá fazer uma análise sobre o que achou do evento, que, talvez, possa ajudar quem queira ir na próxima edição.

• Teve serviço de manobrista gratuito nas duas edições, o que é maravilhoso (e quase essencial) para uma cidade em que muita gente anda de carro e (quase) não tem onde estacionar.

• O ambiente mais “familiar” e “à vontade” que eles disseram ter para comprar, realmente, houve. Tava tudo muito gostosinho.

• As lojas não tinham aqueles stands característicos, estavam tudo expostos em mesas, em ambientes abertos, parecia uma grande sala com bastante harmonia. 

• Das três chamadas: decoração, gastronomia e moda, a mais relegada foi decoração. Só duas quase imperceptíveis ofertas de acessórios para cozinha. Moda foi realmente o forte.

• A moda (feminina) além do forte foi o próprio destaque. Muita coisa diferente, original e interessante. Achei tudo de muito bom gosto.

• Os preços estavam na média dos praticados em outros lugares. Não havia, aparentemente, grande promoção ou exploração.

• A parte da gastronomia tinha crepe, churros, coxinha e doces. Tudo numa pegada “gourmet” ou “hypada”.

• Não ficou aquela coisa só tinha mulher, tinha muitos homens também rondando na área.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Me notificar caso: