Construções e áreas "perdidas" em Salvador | Pensar Salvador

Construções e áreas “perdidas” em Salvador | Pensar Salvador

Vocês já observaram como existem diversas construções e áreas “perdidas” em Salvador, especialmente na Calçada, Cidade Baixa e Suburbana? Aparentemente sob o domínio da União, são áreas e prédios abandonados, os quais já foram sede de empresas e órgãos públicos.

Localizados em áreas estratégicas, a destinação desses terrenos (até mesmo por meio de parcerias público-privadas), poderia fomentar o ambiente de negócios do turismo, cultural, etc, aumentando os fluxos da população e turístico nas áreas.

Fizemos três registros desse tipo:

1) Um longo prédio fechado na Av. Jequitaia, Calçada, antigas instalações do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes);

2) Galpões/armazéns em uma enorme área aberta na Rua Fernandes Vieira, Calçada, salvo engano, antigas instalações da extinta Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA), ao lado da linha do trem do subúrbio;

3) A antiga Fábrica São Braz, em Plataforma, que não sabemos se o terreno foi uma concessão pública. Pelos anos de abandono, tudo indica que sim. Em uma posição extremamente estratégica e privilegiada, em frente à linha de trem, à Baía de Itapagipe e da Ribeira, daria um super museu, centro cultural no Subúrbio de Salvador.

 

E você, elencaria outro local que está completamente abandonado em Salvador?

Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Me notificar caso: