Big Ben. O que fazer em Londres

Londres: O Big Ben, a Abadia de Westminster e o Palácio de Kensington

Antes de falarmos do Big Ben, da Abadia de Westminster e do Palácio de Kensington, vamos falar um pouco da Cidade de Westminster, que é o local de alguns dos edifícios mais importantes da Inglaterra. Ela contém a Abadia de Westminster, o Palácio de Buckingham, Big Ben e as Casas do Parlamento e os principais escritórios do governo, o Palácio de St. James, as áreas comerciais mais importantes do país, a maioria dos hotéis de luxo de Londres, algumas das propriedades residenciais mais desejadas e alguns de seus mais renomados museus de arte.

Entendendo um pouco melhor a Cidade de Westminster (City of Westminster)

Entendendo a Cidade de Westminster em Londres

A região administrativa da grande Londres contém trinta e dois boroughs (distritos ou freguesias). A Cidade de Westminster faz parte de um desses boroughs, ocupando uma área central de Londres, incluindo a West End (ponta oeste), à margem norte do Rio Tâmisa, a oeste por Kensington e Chelsea e a leste pela cidade de Londres (City of London), o centro histórico de Londres. Ela ainda inclui bairros importantes como St. John’s Wood, Paddington, St. Marylebone, Bayswater, Soho, Mayfair, St. James, Knightsbridge (em parte), South Kensington (em parte), entre outros.

A maior parte dos lugares que você visitará em Londres está localizada em Westminster, portanto será quase impossível você não passar por aqui. Além dos pontos turísticos mais famosos de Londres, que vamos falar logo abaixo, em Westminster está localizado o Hyde Park, Kensington Gardens, Regent’s Park e St. James’s ParkNational Gallery, Oxford Street, Piccadilly Circus, Royal Academy, Royal Opera House, Soho, St. James’s Palace, Trafalgar Square, Victoria Station, Covent Garden, entre outros.

Sobre algumas dessas atrações, a gente fez posts específicos (estão linkados acima), outras, a gente vai falar aqui nesse post. Let’s go?

Big Ben

Big Ben - O que fazer em Londres

Para milhões de visitantes em todo o mundo, Londres é representada por um único edifício emblemático: o Big Ben. Provavelmente o relógio mais conhecido do mundo, ostenta o maior relógio de quartzo de quatro faces também de todo o mundo. E ao vê-lo, a sensação é de que realmente você está em Londres. A verdade é que ele te hipnotiza. Você fica olhando, olhando e não consegue parar de olhar.

Big Ben. Roteiro em Londres

Hoje em dia, toda a torre é comumente referida como Big Ben, mas ela é oficialmente chamada de Queen Elizabeth II Tower. O Big Ben é, na verdade, o nome do sino dentro desta torre. Se você olhar acima do mostrador do relógio verá grandes arcos e é através desses arcos que Big Ben – o sino – está pendurado, junto com quatro sinos menores. Esses pequenos sinos tocam o “The Westminster Chimes” a cada 15 minutos e o Ben toca apenas a cada hora exata. É emocionanteee!

Metrô: Westminster. Essa é a melhor estação se você quiser ver logo de cara o Big Ben. Você sai dela e ele estará lá imponente e dominante a paisagem à sua frente! Prepare o coração!

O Palácio de Westminster (House of Parlament) 

Casas do Parlamento. O que fazer em Londres

Embora conheçamos este edifício como Parlamento, o Palácio de Westminster também é um palácio real e existe há mais de 1.000 anos. Localizado à beira do Rio Tâmisa, originalmente um lar para reis e rainhas, o último monarca a viver aqui foi Henrique VIII, que se mudou em 1512. Em 1547, seu filho, o rei Eduardo VI, deu o prédio ao Parlamento – embora o Palácio original foi perdido em um incêndio em 1834, o que significa que o que você vê hoje é um edifício gótico, da era vitoriana.

O Parlamento britânico é composto de três partes: o Soberano, a Câmara dos Lordes (atualmente, cerca de 800 membros, convidados a sentar-se aqui pela Rainha com base em suas áreas individuais de especialização) e a Câmara dos Comuns (atualmente 650 membros, eleitos pelo público do Reino Unido para representá-los). Para que qualquer lei passe no Reino Unido, todas as três partes do parlamento têm que concordar.

É possível visitar o Parlamento nos fins de semana, comprando um bilhete para uma visita guiada. No entanto, sempre que as Casas estão em sessão, é grátis, e o público pode entrar e sentar nas galerias públicas.

Essa, sem dúvida, é a área mais bonita de Londres! Se você também puder apreciá-la à noite é uma verdadeiro regojizo. A mistura do dourado gótico do Parlamento Inglês com as águas Rio Tâmisa é sensacional. Se der, faça um passeio noturno por essa área porque realmente é lindooo demais.

Londres à noite. O que fazer em Londres Londres à noite. O que fazer em Londres

Metrô: Westminster. É a mesma estação do Big Ben, rs.

Abadia de Westminster

Abadia de Westminster. O que fazer em Londres

As suas altas abóbadas proclamam a grandeza de Deus

A Abadia de Westminster é a mais emblemática de Londres e está mergulhada em mais de mil anos de história. Os monges beneditinos chegaram a este local em meados do século X (960 d.C), estabelecendo uma tradição de adoração diária que continua até hoje. A abadia é a igreja da coroação da monarquia desde 1066, sendo a atual igreja, iniciada por Henrique III em 1245, um dos edifícios góticos mais importantes do Reino Unido.

Abadia de Westminster. O que fazer em Londres

Apesar da sua extrema imponência, a porta principal da Abadia de Westminster é bem simples. Foi justo aqui que Kate Middlenton entrou!

Além de tesouros como pinturas, vitrais, calçadas, tecidos e outros artefatos, a Abadia de Westminster também é o lugar onde algumas das pessoas mais importantes da história do país estão enterradas ou foram comemoradas, como os casamentos reais, por ex. Considerado como um todo, os túmulos e memoriais compõem a coleção mais significativa de escultura monumental em qualquer parte do Reino Unido.

Fachada lateral da Abadia de Westminster

Fachada lateral da Abadia de Westminster

A arquitetura da Westminster Abbey não é tão imponente por fora como a Catedral St Paul, mas não se engane, ela é uma das construções mais importantes e turísticas do Reino Unido. Arquitetada em estilo gótico, a abadia não é só um forte ponto turístico, mas uma igreja em funcionamento, com um ciclo diário de adoração e culto.

Detalhes da fachada frontal da Igreja de Westminster

Detalhes da fachada frontal da Igreja de Westminster

Dias de quarta-feira, às 17h, há uma celebração chamada Oração Vespertina Cantada, um serviço religioso aberto a qualquer pessoa, e foi justo neste dia que senti a emoção de adentrar essa igreja, que é a minha preferida em Londres. Mas mesmo que você participe dessa oração, você só tem acesso a uma parte da igreja, que é a parte da frente. Eles não permitem que você visite a igreja inteira. Mas neste dia eu consegui… acho que eles se passaram, rs.

Nada é cobrado para assistir a serviços religiosos na igreja. Caso você tenha mais tempo na cidade, pode valer a tentativa. Confira os horários na porta da igreja ou no site da Westminster Abbey. Só não sei informar se todas as celebrações acontecem no coro principal da igreja, onde, por exemplo, foi celebrado o casamento de Kate e William. Essa oração da quarta-feira é feita na parte anterior da abadia.

Abadia de Westminster. O que fazer em Londres

Espetáculo vivo da história britânica, infelizmente não é permitido tirar fotos dentro da igreja. Se você não estiver em uma quarta-feira em Londres ou puder assistir outro ritual religioso, vale a pena pagar o valor de 18£, ou, se você comprar o London Pass, essa é uma das atrações que está inclusa e o áudio guia é gratuito.

Valor: £18

Metrô: Westminster / St James’s Park.

Palácio de Kensington (Kensington Palace)

Kensington Palace. O que fazer em Londres

Mencione o Palácio de Kensington e a maioria das pessoas pensa imediatamente na Princesa Diana, pois foi justo aqui o maior palco de todo o luto quando ela morreu. É impossível não lembrar do mar de flores que ficou do lado de fora do icônico portão de ouro e a tristeza nos rostos das pessoas. Dizem que mais de um milhão de buquês foram deixados após a morte de Diana – uma imagem icônica da história britânica.

O Kensington Palace, situado em Kensington Gardens, dentro das fronteiras do Hyde Park, faz parte do Royal Borough de Kensington e Chelsea (e não em Westminster). Começou como uma simples casa senhorial nos anos 1600, antes de sua grande extensão. Mas é a longa fila de mulheres reais que residem aqui há séculos que ajudaram a moldar sua glória duradoura e a popularidade moderna.

Kensington Palace. O que fazer em Londres

Foi Queen Mary (a primeira residente real ao lado de seu marido, o rei William) que ordenou as reformas em 1689, acrescentando galerias extras e os famosos Queen’s Apartments, deixando o Palácio de Kensington com a sutileza que ainda existe hoje.

Atualmente uma parte do Kensington Palace está aberta ao público após uma grande reforma. O Museu do Palácio foi dividido em cinco áreas, cada uma exibindo uma parte diferente da história do palácio. Uma área mostra fotos e vestidos que pertenceram a Diana e há uma exposição sobre o Jubileu de Diamante da Rainha Elizabete II. Na área dedicada à Rainha Vitória, datas importantes da história foram recriadas com móveis originais, obras de arte e roupas da época estão em exibição.

É possível conferir também os King’s State Apartments e os Queen’s State Apartments, e, embora algumas partes foram transformadas em espaços para exposições artísticas e visitas, a verdade é que você não terá nenhuma chance de vislumbrar a vida real moderna aqui. Para alguns, isso pode ser um pouco decepcionante, porém é certo que este palácio é tão “fechado” quanto outros no Reino Unido.

Uma ala dele é dedicada a fotos e muitos vestidos exibidos em uma exposição permanente que pertenceram a Diana, Princess of Wales, a personalidade mais famosa e amada do palácio. O Kensington Palace foi um dos lares conjugal com o príncipe Charles, a partir de 1981.

Kensington Palace. O que fazer em Londres

Atrás de algumas dessas belas fachadas, é onde a jovem geração da realeza, incluindo o Príncipe William e Kate Middleton, o Príncipe Harry e Zara Philips, residem, certamente tão bem escondidos e discretos que, mesmo você fazendo a visita interna ao palácio, jamais estará perto o suficiente para ver uma onda rápida deles, através de alguma janela.

Mesmo que você não faça o tour interno, vale muito admirar esse belo palácio rodeado de verde por fora. Caso queria visitá-lo por dentro, compre o ingresso no site oficial dos Royals Palaces.

Valor: £14.40 Adulto. £7.20 Criança.

Metrô: Queensway / High St Kensington / Gloucester Road. O Kensington Palace State Apartments fica dentro do Kensington Gardens. London W8 4PX.

Gostou? Compartilhe!

8
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Autores de comentários
França: O que fazer em Paris | Roteiro de 4,5 diasTorre Eiffel em Paris: Tudo o que você precisa saberParques para conhecer em LondresO que fazer em Cambridge | Bate e volta de Londres - Diário de Salvador - O mundo de Salvador e outros mundos!Dica de pub em Londres: The Red Lion - Diário de Salvador Autores recentes de comentários
  Se inscrever  
o maisnovo mais antigo mais votado
Me notificar caso:
trackback

[…] da cultura inglesa. Alguns são símbolos oficiais, com por exemplo, a guarda da Rainha e o Big Ben. Outros símbolos não possuem status oficial, mas são igualmente reconhecidos em nível nacional […]

trackback

[…] Palácio de Buckingham é um dos edifícios mais conhecidos do mundo. Da mesma forma que as Casas do Parlamento e os ônibus vermelho de dois andares, o palácio tomou-se um símbolo internacional de Londres e, […]

trackback

[…] descobertas, passeios e muita bateção de pernas pela cidade! Ele é o pub mais próximo ao Big Ben, ideal para fechar a noite, quando o final do seu passeio ocorrer nesse ponto mais extraordinário […]

trackback

[…] de Londres, também bem pertinho do Big Ben, situado no coração político de Londres, em Westminster, nas proximidades do Palácio St. James,  do Parlamento britânico, da Abadia de Westminster e do […]

trackback

[…] que fazer em Cambridge? Enquanto a própria cidade de Londres fornece uma experiência que não pode ser descrita em palavras, são os patrimônios mundiais da […]

trackback

[…] St Jame’s tem vistas ótimas para a London Eye, Westminster, Palácio de St. James, Carlton Tce e do Horse Guards Parade e uma visão perfeita do Palácio de […]

trackback

[…] Torre Eiffel é igual ao Big Ben em Londres, você não se contenta em ver apenas uma vez e você também não consegue parar de […]

trackback

[…] mais de uma vez (topo), ver a Torre Eiffel de perto é algo que você nunca se cansa (estilo o Big Ben em Londres). A torre é muito maior do que eu jamais tinha imaginado e a viagem ao topo vale bem o […]