Mangueira - Onde o Rio é mais baiano

Mangueira… onde o Rio é mais baiano!

Se Caetano Veloso falou que a Mangueira é onde “O Rio é mais baiano“, então o Diário de Salvador foi lá conferir!

Se, mesmo após o carioca Vinicius de Moraes ter dito que “o samba nasceu lá na Bahia“, e ainda persista a dúvida para alguns sobre a origem (Bahia ou Rio de Janeiro) do mais conhecido estilo musical brasileiro; Caetano Veloso em sua maestria peculiar, credita, com muito conhecimento de causa o papel de pioneira à Bahia, sem deixar de render justa homenagem ao Rio de Janeiro, continuador com louvor dessa tradição.

Caetano, da melhor forma possível, numa poesia (elegante!) e numa sonoridade (eloquente!), ratifica à pioneira Bahia, a primazia do surgimento do samba e coroa a semelhança da Bahia e do Rio no samba, na arte e cultura, inclusive porque eram baianas (de Santo Amaro da Purificação!) as primeiras mulheres que promoveram em suas casas batuques, dos quais se desenvolveu o samba no Rio (as ciatas).

Abaixo, a obra-prima:

A Bahia,
Estação primeira do Brasil
Ao ver a Mangueira nela inteira se viu,
Exibiu-se sua face verdadeira.
Que alegria
Não ter sido em vão que ela expediu
As Ciatas pra trazerem o samba pra o Rio
(Pois o mito surgiu dessa maneira).
E agora estamos aqui
Do outro lado do espelho
Com o coração na mão
Pensando em Jamelão no Rio Vermelho
Todo ano, todo ano
Na festa de Iemanjá
Presente no dois de fevereiro
Nós aqui e ele lá
Isso é a confirmação de que a Mangueira
É onde o Rio é mais baiano.

Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Me notificar caso: