Baianas caracterizadas em receptivos e locais turísticos – Uma reflexão