O gracioso bairro da Graça

O bairro da Graça é um dos mais antigos de Salvador e inicialmente era conhecido como Vila Velha. Localizado no alto de um morro, atinge uma altitude de 80 metros acima do nível do mar. Nos seus edifícios mais altos, a vista oferece ângulos diferenciados da Baía de Todos os Santos até a Ilha de Itaparica, a outras partes de Salvador e do oceano. Na época colonial, essa localização tinha uma função estratégica, pois a visão panorâmica do mar ajudava a prevenir possíveis ataques inimigos.

No centro do bairro, localiza-se o simpático e arborizado Largo da Graça. Apesar de ser um lugar com tráfego intenso e acesso para diversos bairros: Barra, Barra Avenida, Federação, Vitória, Ondina e ao Campo Grande, a sensação de quem passa por ali é de tranquilidade, finitude, de destino final. Talvez pela sua praça bem arborizada, triangular, de tamanho modesto para as metrópoles; talvez por sua Igreja ao lado tão falada e famosa; talvez pelo clima de cidade do interior, ou quem sabe, pelo imensurável inconsciente coletivo sobre o bairro da Graça. Não sei. Só sei que a harmonia ao redor do Largo, de sua igreja de fachada barroca, prédios residenciais modernos de alto luxo e mansões seculares fazem deste Largo da Graça único, gracioso e especial.

Bairro da Graça

A Praça Dr. Paterson, adotada pelo Hospital Português em outubro de 2006, dentro do Programa Municipal de Adoção de Praças, Áreas Verdes, Monumentos e Espaços Livres de Salvador, ao centro do Largo da Graça, consta o ilustre busto do Dr. John Ligertwood Paterson, conhecido como “médico que tratou dos índios”. Nascido no condado de Aberdeen, na Escócia, o “Doutor Inglês” tem uma escultura de seu busto na Praça, como reconhecimento de seus feitos na Bahia, onde cursou a Faculdade de Medicina e notabilizou-se no combate à febre amarela e cólera-morbo e é considerado o precursor da higiene no Brasil.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Me notificar caso: