Os preços abusivos praticados nos estacionamentos privados de Salvador

No Pensar Salvador de hoje, vamos falar de algo que atinge em cheio o bolso de um número considerável de soteropolitanos e refletir sobre o que podemos fazer, enquanto sociedade civil organizada, para coibir os abusos praticados pelos inúmeros estacionamentos privados da cidade.

A gente já falou aqui, aqui, aqui, e aqui desse assunto um tempo atrás e cada vez mais ele se torna a pauta do dia: não há limites para os preços praticados nos estacionamentos privados de Salvador.

Parece não haver leis ou fiscalização, inclusive para as cobranças fracionadas e tempo de tolerância. E isso acontece em todos os lugares: prédios comerciais, edifícios garagem, estacionamentos na rua, Aeroporto de Salvador, estádio, rodoviária, festas, no próprio Pelourinho, clínicas, hospitais, etc.

Há um claro abuso e falta de regras quando uma mesma empresa, a Estapar, além de monopolizar os maiores e mais caros estacionamentos da cidade, o do Aeroporto de Salvador e da Itaipava Arena Fonte Nova, pratica preços diferentes no Hospital da Bahia (R$14,00) e Hospital São Rafael (R$12,00), a hora. Ou seja, duas horinhas em um hospital e já se vão R$28,00 ou R$24,00.

Dos shoppings, zona azul e dos flanelinhas já não escapamos mais. Que tenhamos, cada vez mais, um transporte público de massa integrado e eficiente e aplicativos de transportes rodando. Dos táxis mais caros do Brasil, pelo menos, já nos livramos.

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Me notificar caso:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
-->