Ritmos e sabores de Salvador - El País

Ritmos e sabores de Salvador – O que o El País falou sobre Salvador

Salvador foi recentemente notícia no jornal espanhol El País e na Fodor’s Travel, editora sobre viagens e turismo. Vamos a um resumo neste post do que foi falado sobre Salvador no El País.

“Tropical, musical e colorida. Salvador de Bahia é o Brasil puro e miscigenação cultural pura. A herança européia e africana aparece em todos os cantos.”

“O centro histórico – o Pelourinho -, a animada vida noturna do Rio Vermelho, as saborosas caipirinhas de caju e as moquecas de peixes, a praia de Itapuã e as essências do candomblé conquistam quem descobre esta vibrante cidade aninhada na Baía de Todos os Santos.

“Você ainda respira autenticidade. Andando por ruas íngremes de paralelepípedos, cruza-se com homens jogando dominó e as baianas, com volumosos vestidos e turbantes coloridos. O ritmo dos tambores do Olodum é sentido da cabeça aos pés. No Balé Folclórico da Bahia (sua capoeira acelera o coração).”

“”Queijooo! Queijo na brasa! Queijooo!” Você vai ouvir gritos de mais de um vendedor; um lanche típico de queijo assado em uma pequena churrasqueira portátil na praia.”

“De um lado a outro, você pode saltar pela ciclovia ao longo da costa. Se em 2012 foram 34 km, hoje são cerca de 220 (??), orgulhosamente explica a Secretaria de Turismo de Salvador, anfitriões dessa viagem.”

“É provável que durante um mergulho você encontre rosas flutuando. É uma oferenda a Yemanjá, a divindade do mar e dos pescadores e um dos orixás mais populares do candomblé, religião afro-brasileira arraigada entre os baianos.”

“Nesta cidade de mais de 2,5 milhões de habitantes vive a maior comunidade negra fora do continente africano e, embora existam cerca de 300 igrejas, o número de terreiros dedicados aos orixás, chega a 1.600.”

“A Igreja do Bonfim é a mais importante para os católicos e, embora pareça estranho, para os praticantes do candomblé. Todo segundo domingo, há uma maciça e festiva peregrinação de baianos em homenagem a Oxalá, pai de todos os orixás. Perto está a Ponta Humaitá, um dos lugares mais populares para assistir ao pôr do sol. Enquanto as luzes da cidade e seus arranha-céus chegam, alguns pescam, tocam violão e mulheres jogam flores no mar em homenagem a Yemanjá.”

Foto: El País/Reprodução

Gostou? Compartilhe!

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Autores de comentários
Autores recentes de comentários
  Se inscrever  
o maisnovo mais antigo mais votado
Me notificar caso:
trackback

[…] post de ontem, falamos que Salvador foi notícia no jornal espanhol El País e na Fodor’s Travel, uma editora de informações sobre viagens e turismo em inglês. A […]

trackback

[…] recentes matérias do New York Times Travel, do El Viajero do El País e da Fodor’s Travel sobre dicas de turismo em Salvador, lançaram mais luzes sobre o que […]