Galleria Borghese

Roma: Galleria Borghese, a suprema contemplação da beleza

Meu Deus! Quando você acha que já viu, razoavelmente, muita coisa linda em museus mundo afora, eis que aparece a Galleria Borghese para mostrar que você ainda não viu absolutamente nada. A Galleria Borghese fica nos jardins da Villa Borghese e abriga uma coleção de arte verdadeiramente magistral, que é facilmente uma das melhores de Roma e, na minha opinião, também do mundo.

 

A Galleria Borghese apresenta uma das maiores coleções de arte privada do mundo reunidas pelo Cardeal Scipione Borghese, sobrinho do Papa Paulo V, no século XVII na sua villa romana. A coleção é particularmente rica em arte romana, renascentista e barroca, com obras importantes de Bernini, Ticiano, Caravaggio, Rafael, Correggio, Rubens e Canova.

 

O mais legal da Galleria Borghese é que ela não é enorme como os grandes museus, os quais requerem muito tempo e disposição. Compacta, a galeria ocupa dois andares e vinte salas e a alta qualidade do que está em exibição significa que tudo que você vê é uma verdadeira obra-prima. Uma grande coisa que garante a qualidade da experiência é que ela nunca está muito lotada, pois só é permitido 360 pessoas de cada vez. Compare isso com os 30.000 visitantes por dia que os Museus do Vaticano recebem e você poderá respirar enquanto aprecia as artes em exposição.

Por dentro da Galleria Borghese

A fachada exterior do prédio não revela o quão lindo é o seu interior! Assim como as artes expostas, o seu interior é uma obra de arte em si, com os seus pisos de mármore, colunas, baixos-relevos, frescos, tetos decorados (para mim, o mais lindo de tudo!), etc. Antes de apreciar as obras, ou ao mesmo tempo, rs, não deixe de admirar o edifício em si, que é um verdadeiro espetáculo.

Entre algumas das inúmeras obras de arte expostas na Galleria Borghese, você irá encontrar:

→ Esculturas de Gian Lorenzo Bernini

Um dos artistas italianos mais proeminentes do movimento barroco, é conhecido por suas grandes composições esculturais, bem como sua habilidade em trabalhar com mármore. Suas peças notáveis ​​que estão atualmente alojadas na Galleria Borghese incluem “Truth Unveiled by Time” (A verdade descoberta pelo tempo), “Apollo e Daphne”, que mostra a ninfa em meados da transformação em um louro, enquanto ela está sendo perseguida pelo deus Apolo, o busto detalhado de seu patrono, o cardeal Scipione Borghese e “The Rape of Persephone”, com detalhes tão requintados, que fazem o mármore parecer carne! É simplesmente de arrepiar.

Apolo e Dafne, de Bernini

“O Rapto de Proserpina” de Bernini. Simplesmente extraordinário!

→ Pinturas de Caravaggio

Michelangelo Merisi de Caravaggio foi um famoso pintor italiano e grande influenciador do estilo barroco na pintura. Ele é conhecido pelo uso dramático de iluminação, bem como pelo uso efetivo da técnica de Chiaroscuro, que é identificada por fortes contrastes entre a luz e a escuridão em toda a composição. De suas obras na Galleria Borghese, destacam-se: “São Jerônimo que Escreve” (uma das minhas preferidas!), “São João Batista”, “Davi com a cabeça de Golias”, bem como “O Pequeno Baco Doente”, que é essencialmente um auto-retrato inicial. As fotos estão na sequência abaixo.

→ Obra de outros mestres

Entre outras obras que estão alojadas na galeria, estão a de artistas como Raphael e Ticiano, ambos influentes influenciadores da arte renascentista italiana. Entre as muitas peças ​​desses mestres, a galeria abriga o “Deposition” de Raphael e “Lady With a Unicorn” (o retrato de uma mulher jovem com um unicórnio). Entre as obras de Ticiano, a Galleria Borghese é atualmente o lar do “Amor Sagrado e Profano”, “A Flagelação de Cristo”, “Venus e o Cupido” e “São Domingos”.

    

Outra obra notável é a escultura da irmã mais nova de Napoleão, Pauline Bonaparte, representada por Vênus, conhecida pelo nome de Paolina Borghese, que foi trabalhada pelo escultor veneziano do século 18, Antonio Canova, que é famoso por esculturas de mármore requintado que apresentam carne nua. Essa é uma das primeiras obra da galeria e foi uma das mais marcantes pra mim. Simplesmente ma-ra-vi-lho-sa!

Em meio a tanta, tanta coisa extraordinária, é difícil eleger qual obra de arte é a mais impressionante de todas. Os quadros de Caravaggio são muito marcantes e as estátuas de Bernini, especialmente, a “The Rape of Proserpina”,

Informações práticas sobre a Galleria Borghese

→ Localização

A Galleria Borghese está localizada na Piazzale Scipione Borghese, 5, Roma, dentro dos jardins da Villa Borghese.

→ Como chegar à Galleria Borghese

Você pode acessar a galeria a pé ou de transporte público. Como falei no post sobre Roma, cheguei à galeria, a partir da Piazza del Popolo, andando pelo parque da Villa Borghese, que é muito bonito e vale muito a pena conhecer. Porém, é uma longa caminhada. De transporte público, a parada mais próxima é a parada de ônibus Pinciana/Museo Borghese, mas a parada S. Paolo del Brasile também é uma opção. De metrô, desça na Spagna, no entanto, esta opção requer um pouco de caminhada. Esteja sempre com um mapa ou GPS em mãos, em qualquer situação.

→ Qual o horário de funcionamento da galeria?

A Galleria Borghese está aberta de terça a domingo, das 8:30 às 19:30 horas. A bilheteria fecha às 18h30 e os visitantes só podem entrar até as 19h.

→ Quanto custa o ingresso

O custo dos ingressos para adultos regulares (em dezembro de 2018) é de 18 € (inclui uma taxa de reserva de 2 €). Se você gostaria de uma visita guiada de um membro do staff do museu (Inglês ou Italiano), o custo é de € 24,50 €, que inclui o bilhete, taxa de reserva e visita guiada. Guias de áudio estão disponíveis para alugar por 6,50 €.

→ Qual o dia é gratuito para entrar na Galleria Borghese

É possível visitar gratuitamente a Galleria Borghese no primeiro domingo de cada mês. Mas é preciso também fazer a reserva.

→ Como comprar/reservar o ingresso

Todos os visitantes devem fazer a reserva dos bilhetes. Observe que, mesmo que um ingresso seja gratuito (para crianças ou um domingo grátis), é preciso fazer uma reserva on-line e pagar a taxa de reserva de € 2. Em épocas de fluxo menor de turistas (se é que isso é possível isso em Roma), você pode até encontrar ingressos para o mesmo dia, mas não se arrisque. Compre antecipadamente no site que opera os ingresso da Galleria Borghese, o Ticket One.

→ Preciso validar o bilhete comprado pela internet antes de entrar?

Infelizmente, precisa, sim. O ideal seria você já entrar com a sua reserva impressa, evitando um contratempo desnecessário, mas é preciso apresentar a reserva antes e trocar pelo bilhete de entrada da galeria. Essa troca você faz na bilheteria que fica no subsolo da galeria. É nesse local que você também deverá deixar todos os seus pertences.

Lembre-se que todos os visitantes devem chegar com 30 minutos de antecedência do seu horário ou podem ser impedidos de entrar.

→ E se não houver reservas disponíveis durante a minha visita a Roma?

Se você não fizer a reserva com antecedência, você pode arriscar e ir ao escritório da Galeria Borghese pela manhã e verificar na bilheteria se há algum bilhete disponível. Se as pessoas cancelarem ou não comparecerem a tempo, o museu poderá vender ingressos. Ou seja, não é algo garantido e isso pode lhe custar algumas horas de espera. Não arrisque, compre antes.

→ Quanto tempo eu tenho na Galeria Borghese?

A Galleria Borghese limita o número de pessoas que visitam o museu. Você terá o horário de entrada (chegue 30 minutos antes para pegar o ingresso) e será necessário sair da galeria 2 horas após o horário de entrada. Por isso, entre exatamente no seu horário marcado para aproveitar ao máximo as suas 2 horas que lhe cabem, rs. Duas horas é um tempo suficiente para ver todos os destaques em um ritmo relativamente tranquilo. Se você quiser passar mais de 2 horas, você terá que sair da galeria e entrar com outra reserva.

Outras informações sobre a Villa Borghese

  • A Villa Borghese é um grande complexo e a Galleria Borghese é apenas um dos edifícios dentro do complexo. Depois de passear (ou antes, que foi o meu caso) pela galeria, aproveite para dar um passeio pelos seus belos jardins ingleses.
  • Existem outros museus na Villa Borghese. A Villa Giulia, que é agora o Museu Etrusco, e a Villa Medici, que agora abriga a Academia Francesa em Roma. Há também o Bioparco di Roma, o Museu Zoológico, a Galleria Nazionale d’Arte Moderna, bem como pequenos pavilhões na área, um dos quais é agora a Escola Britânica em Roma.

Planeje sua viagem para Roma

Hospedagem em Roma

  • Booking.com tem 13.160 hotéis, hosteis, casas e pousadas em Roma e em todo o mundo. Você obtém cancelamento gratuito na maioria dos quartos e garantia de menor preço.

Aluguel de carros em Roma e na Itália

  • RentCars é o um dos maiores serviços de reservas de aluguel de carros do mundo, que compara todas as principais marcas. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você pode dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.

Seguro de viagem na Europa

  • Seguros Promo é um site que faz cotação para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto.
Gostou? Compartilhe!

Um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =

Um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 9 =