Padroeiro de Salvador

São Francisco Xavier, o padroeiro de Salvador

Qual das opções abaixo você diria ser o padroeiro(a) de Salvador?

A. Senhor do Bonfim
B. Nossa Senhora da Conceição
C. São Francisco Xavier

Se você respondeu a letra C, será salvo, rs. Essa é uma questão que sempre confundiu muita gente. Então, vamos lá.

São Francisco Xavier foi instituído padroeiro de Salvador em 10 de maio de 1686, a partir da proteção que os jesuítas e o povo invocaram sobre a cidade, após duas devastadoras epidemias, em 1686 pela febre amarela e pela cólera morbus, em 1855. Como São Francisco Xavier morrera de peste, os jesuítas sugeriram à população implorar a intercessão do santo. O atendimento foi imediato. A peste cessou logo. Houve então um movimento popular que atingiu as autoridades locais (no tempo o chamado Senado da Câmara) e foi dirigido ao papa de então, um pedido para que fosse declarado São Francisco Xavier padroeiro de Salvador. Em bula solene, São Francisco Xavier foi proclamando padroeiro, quer dizer, protetor especial da capital da Bahia. Francisco Xavier nasceu no castelo de Xavier, na Espanha, em 1506 e tinha um temperamento forte e impetuoso.

Para ficar um pouco mais claro: Para a Igreja Romana Católica, Senhor do Bonfim e Nossa Senhora da Conceição são uma variedade de diferentes títulos, epítetos, invocações e outros nomes poéticos para referir-se a Jesus, Deus e Maria. Prática também usada pelas igrejas Ortodoxa, Cóptica e Anglicana.

Foto: Instagram/@xavierpadroeirodesalvador

Vindo para Salvador ou viajando pelo mundo? Reserve por aqui!
Quando você faz uma reserva por um link do blog, você quase sempre tem desconto, não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Essa troca positiva nos ajuda a continuarmos produzindo mais conteúdo de qualidade.
Gostou? Compartilhe!
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Me notificar caso:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments