Scavi Tour

Scavi Tour: Visitando a Necrópole do Vaticano e o túmulo de São Pedro

Nenhuma visita ao Vaticano estaria completa sem o passeio pouco conhecido chamado de Scavi Tour, que leva os visitantes aos níveis mais baixos da Basílica de São Pedro. Esta não é a área da “gruta” que fica logo abaixo da Basílica de São Pedro, onde estão os monumentos, capelas e túmulos dos antigos papas e dignitários italianos. O Scavi Tour desce abaixo da gruta para uma área conhecida como a “necrópole vaticana”.

Que significado tem essa área e por que alguém iria querer visitá-la? Além de ser o local de um antigo cemitério pagão e cristão do século I, esta é a suposta localização da tumba de São Pedro. É isso mesmo, São Pedro, um dos doze Apóstolos de Jesus Cristo e o primeiro líder reconhecido e papa da Igreja Católica. Este é talvez o local mais sagrado da Cidade do Vaticano e ter conseguido fazer esse tour foi uma das coisas mais incríveis que já fiz na vida!

O Scavi Tour é feito pelas escavações e necrópole do Vaticano, guiado por um padre ou um guia com bastante conhecimento da Roma Antiga e do mundo antes do cristianismo. Ele conduz um pequeno grupo a conhecer tudo o que foi achado a partir das escavações bancadas pelo próprio Vaticano cujo objetivo era procurar alguma prova de que Pedro, o apóstolo de Jesus e fundador da Igreja, de fato existiu e foi enterrado ali. 

→ Como visitar a necrópole

Para visitar essa área sagrada e reverenciada é preciso se planejar com antecedência, visto que o Vaticano só permite que cerca de 250 pessoas por dia visitem a necrópole e a única maneira de chegar lá é com um tour guiado pelo próprio Vaticano, sendo que cada grupo é limitado a dez, doze visitantes.

Como você provavelmente já imaginou, apesar de não ser muito divulgado, esse ingresso é bastante procurado, então você precisará solicitar a reserva com bastante antecedência da sua visita. Os pedidos devem ser feitos por e-mail para o endereço: scavi@fsp.va e é preciso esperar a resposta deles com o link para você efetuar o pagamento (13 € por pessoa). 

Eu fiz o pedido por e-mail aproximadamente três meses antes da minha visita e sugiro que você faça o seu pedido ao Vaticano assim que tiver planos de viagem. Eu até tentei trocar o horário posteriormente e não consegui mais. O Vaticano é muito rigoroso em limitar o número de visitantes à necrópole e você não pode perder esta oportunidade única na vida.

Nesse link tem todas as informações para você fazer a sua reserva. Depois de fazer o pedido, seja paciente, pois pode levar algumas semanas para eles responderem, mas eles respondem! Ao fazer o pedido, você deve incluir as seguintes informações: número exato de visitantes; nome completo de cada membro do seu grupo; em qual idioma você gostaria que a turnê fosse (tem em português brasileiro e isso é maravilhosooo!) e a data deve ser enviada no seguinte formato: 25 de abril de 2019. Envie sua solicitação para: scavi@fsp.va ou, se preferir, por fax: +39 06 69873017.

→ Informações sobre o tour

Como falei acima, o custo para fazer o Scavi Tour é de 13 euros por pessoa e você será solicitado a enviar um cartão de crédito assim que a reserva for aprovada. É preciso ter mais de 15 anos para fazer o passeio e esteja ciente que crianças não são permitidas e que nenhuma exceção poderá ser feita.

Antes de fazer esse passeio, saiba que as condições na necrópole são muito diferentes do resto da Basílica de São Pedro. Não há ar condicionado lá embaixo e o ar pode ser quente e úmido. Além disso, a maior parte do chão é de terra e pedra e alguns dos espaços são estreitos e baixos. Sendo um local muito sagrado, você deve estar vestido com respeito, o que significa que os ombros devem estar cobertos, calças compridas para os homens e nada acima do joelho para as mulheres. Não é permitido levar sacolas, mochilas grandes e câmeras e fotos são absolutamente proibidas. Aqueles que sofrem problemas físicos sérios e específicos que podem ser afetados por essas condições, incluindo claustrofobia, melhor não visitar.

Os grupos são compostos por aproximadamente 10, 12 pessoas e de acordo com a língua e a visita guiada dura cerca de uma hora e meia.

→ Chegue cedo

No dia do passeio, chegue pelo menos dez minutos antes do seu horário. Lembre-se de ir com o mínimo de coisa possível para usufruir plenamente esse momento tão raro. A entrada para o escritório do Scavi Tour é através da colunata à esquerda da Basílica de São Pedro. 

O portão que dá acesso ao Scavi Tour (do lado esquerdo da basílica)

Você irá passar pela Guarda Suíça e eles ajudam apontando onde fica o Escritório de Escavações. Não se deixe intimidar, eles são muito fofinhos e bonitinhos.

A Guarda Suíca te recepcionará para o Scavi Tour

Apesar das restrições e das condições um pouco desconfortáveis, mas que também não são naaaada demais, a visita à necrópole no subterrâneo da Basílica de São Pedro foi absolutamente um dos pontos altos de tudo o que vi e vivi no Vaticano. Nosso guia foi um brasileiro muito bem preparado e com bastante conhecimento (infelizmente esqueci o nome dele) e ouvir a história do antigo local de sepultamento e as pistas e evidências que levaram o Vaticano a determinar que este era de fato o lugar de descanso final de São Pedro é uma história verdadeiramente notável. Além da tumba de São Pedro, há várias outras tumbas cristãs, sepulturas, afrescos, mosaicos e mausoléus do século I e II a.C., o que contribui para um fascinante passeio histórico num dos  locais mais sagrados do cristianismo.

Sem dúvidas, essa visitação traz uma carga considerada de conhecimento histórico e a própria visitação, em si, é bastante densa. Eu jamais imaginava haver uma necrópole embaixo da Basílica de São Pedro e mesmo que restos mortais do apóstolo Pedro estivessem ali. A verdade é que esse tour possui um ar de mistério enorme e o próprio Vaticano não estimula muito a sua visitação. 

→ A história por trás do túmulo de São Pedro

A histórica é bem complexa: o último desejo do Papa Pio XI, morto em fevereiro de 1939, foi ser enterrado o mais próximo possível do túmulo de São Pedro. O Papa Pio XII resolveu atender o pedido de seu antecessor e determinou que algumas escavações fossem feitas porque sempre se soube que a Basílica de São Pedro tinha sido construída onde São Pedro havia sido crucificado, mas não se sabia exatamente onde isso teria ocorrido. Os escavadores acabaram descobrindo uma necrópole romana dos tempos pagãos bem embaixo da atual Basílica de São Pedro. A escavação continuou em segredo (isso foi durante a II Guerra Mundial e receava-se que se Hitler descobrisse se interessasse pelo lugar) e o túmulo original de São Pedro terminou sendo descoberto.

Em um altar existente nessa necrópole descoberta nas escavações foram encontrados restos mortais que, depois de estudos científicos e religiosos, foram anunciados como sendo os de São Pedro. Os ossos eram de alguém com setenta anos, com marcas de crucificação nos pés (São Pedro foi crucificado de cabeça para baixo, a seu próprio pedido, porque ele que não se sentia digno de ser crucificado da mesma maneira que Jesus Cristo) e que estava enterrado no altar principal de uma igreja, o que seria uma indicação de respeito e relevância. (Fonte: Viaje na Viagem)

→ Sou católico e não gosto de história. Gosto de história mas não sou católico. Vale a pena fazer o Scavi Tour?

Independente de qual lado você esteja ou até mesmo se você for ateu, vale, sim, e vale muito! Com tudo que você verá e ouvirá lá dentro, com um pouco mais de conhecimento histórico, no mínimo, você irá sair.

→ Dá mesmo para ver o túmulo do apóstolo Pedro?

Bem, não existe exatamente um túmulo como normalmente imaginamos. O que existe é um altar, que foi construído, a posteriori, ao redor do local onde estaria os seus restos mortais. Esses restos mortais hoje estão numa urna. Você fica um pouco distante e há uma luz indicativa desse exato local.

Gostou? Compartilhe!

Um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − sete =

Um comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 13 =