Baia de Todos os Santos

Vistas para a Baía de Todos os Santos | A Salvador Que Sonhamos

Acreditamos que os baianos já possuem a devida consciência da singularidade arquitetônica de Salvador, especialmente, da importância do seu frontispício como elemento essencial na configuração da paisagem urbana da cidade e a sua simbiose com o centro histórico e os mais variados panoramas a partir da/e para a Baía de Todos os Santos.

Já pontuamos aqui os quatro pontos altos de observação para a baía localizados no Centro Histórico de Salvador, a Praça Castro Alves, Praça Municipal, Praça da Cruz Caída (Sé) e o do Largo do Santo Antônio Além do Carmo, o qual urge passar por mudanças para ganhar maior amplitude, com a eliminação do muro alto e grades.

Neste post queremos chamar a atenção para pontos baixos que propiciam vistas inigualáveis para a Baía de Todos os Santos nesta importantíssima área do frontispício, nos arredores do Mercado Modelo, a qual possui forte apelo turístico (verdadeira porta de entrada de Salvador para quem chega pelo mar) e com um fluxo considerável da população local.

 

Nesta privilegiada faixa, à beira mar da baía, seria extraordinário e inestimável se tivéssemos espaços livres e cuidados, como um vasto calçadão ou simples muretas para simplesmente ~apreciar o pôr do sol~ tomando uma cerveja, com um grupo de amigos, assim como na Mureta da Urca, no Rio de Janeiro, por ex.

Ladeado por casarões que poderiam, facilmente, tornarem-se bares, restaurantes, um novo pool de entretenimento, lazer e vida; neste local soberbo e único no mundo, muitos são os sonhos e as oportunidades. Outra boa alternativa seria que as áreas atualmente fechadas e mal aproveitadas com grades, vidros e estacionamento privado na faixa do Porto de Salvador fossem apenas ~livres para a população~.

O que você sonha para Salvador? Compartilhe seu sonho com a gente!

Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Me notificar caso: